Brasil conquista 15 medalhas de ouro em Pequim

A delegação verde-amarela fez história nas Paraolimpíadas de Pequim

No pen?ltimo dia dos Jogos de Pequim, a delega??o verde-amarela fez hist?ria. Com os ouros conquistados por Terezinha Guilhermina e Lucas Prado no atletismo, o Brasil bateu o recorde de medalhas douradas conquistadas em uma ?nica edi??o das Paraolimp?adas: 15. E a cole??o ainda pode aumentar na despedida da competi??o, j? que a equipe brasuca de futebol de cinco se classificou para a decis?o contra a China.

Terezinha e Prado t?m despedida de gala no atletismo

Favorita ao ouro nos 100m rasos, Terezinha Guilhermino n?o conseguiu superar a chinesa Chunmiao Wu na final da prova. Nesta ter?a-feira, a atleta sentiu o gostinho da vingan?a: desbancou a rival e garantiu a medalha dourada nos 200m. T?o emocionado quanto ela, estava o seu guia, Chocolate, que exaltou a supera??o dos dois na caminhada rumo ao lugar mais alto do p?dio.

Mas as fortes emo?es ainda estavam longe do fim para o atletismo brasileiro. Um dia depois da desclassifica??o da equipe verde-amarela no revezamento 4x100m T11-T13, fato que gerou revolta no Comit? Paraol?mpico Brasileiro, o pa?s se redimiu. O time formado por Andr? Luiz Oliveira, Yohansson Nascimento, Claudemir Santos e Alan Oliveira surpreendeu ao conquistar a prata no 4x100m T42-T46 . Com uma arrancada no final, s? terminou atr?s dos americanos, que levaram o ouro e o novo recorde mundial da prova.

E, para fechar com chave de ouro, nada melhor do que um novo show de um dos grandes nomes do Brasil nestes Jogos. Campe?o nos 100m e nos 200m rasos, Lucas Prado escreveu seu nome na hist?ria ao garantir seu terceiro ouro, desta vez nos 400m, e levar o pa?s a ouvir seu hino pela 15? vez no p?dio de Pequim.

Brasil fora do p?dio no futebol de sete

O time brasileiro de futebol de sete tamb?m sonhava sair de Pequim com um lugar no p?dio, mas foi atropelado por um furac?o chamado Abdolreza Karimzadeh. O iraniano marcou tr?s gols e ajudou sua sele??o a vencer a equipe verde-amarela por 4 a 0. Assim, o sonho brasuca de superar a prata conquistada em Atenas fica adiado por mais quatro anos, para Londres-2012.

Sele??o masculina de basquete para cadeirantes consegue seu melhor desempenho em Jogos Paraol?mpicos

A sele??o brasileira de basquete para cadeirantes recuperou o bom basquete que apresentou no primeiro jogo das Paraolimp?adas e venceu a disputa pelo 9? lugar contra a ?frica do Sul por 68 a 46. Como o Ir? foi desqualificado da competi??o por ter se recusado a entrar em quadra para enfrentar os EUA pelas quartas-de-final, o Brasil ficou em oitavo lugar na classifica??o geral, o melhor desempenho do pa?s na hist?ria da modalidade.

Fonte: Globo Esporte