Mundial de Handebol: Seleção Brasileira cala torcida, derrota Sérvia e conquista título inédito

Mundial de Handebol: Seleção Brasileira cala torcida, derrota Sérvia e conquista título inédito

Eleita a melhor jogadora do mundo no ano passado, Alexandra foi uma das peças fundamentais para o título

A Seleção Brasileira de handebol conseguiu um dos maiores feitos esportivos do País em 2013. Neste domingo, mesmo jogando em Belgrado, contra a Sérvia, a equipe concretizou a campanha que surpreendeu o mundo, calou a torcida local e faturou o título do Mundial com uma vitória emocionante. Mais dominante, o Brasil precisou de raça para se superar no fim, vencer por 22 a 20 e entrar para a história em um esporte que tinha pouca tradição até agora.



Eleita a melhor jogadora do mundo no ano passado, Alexandra foi uma das peças fundamentais para o título. As goleiras Maysa e, principalmente, Babi fizeram intervenções fundamentais. Duda foi eleita a melhor jogadora da competição. E outras atletas como Ana Paula e Dani Piedade impressionaram pela briga até o fim em cada partida. E tão importante quanto tudo isso foi a participação de um estrangeiro: o técnico dinamarquês Morten Soubak foi o comandante da evolução brasileira no esporte.



Apesar do forte apoio da torcida sérvia, o Brasil não sentiu a pressão e equilibrou o jogo no início. Com a eficiência das duas equipes, a partida chegou a ficar empatada por 6 a 6.



Depois as donas de casa tomaram a frente no placar, mas uma reação comandada pela boa atuação de Duda salvou o Brasil. Com bom aproveitamente nos arremessos, a equipe nacional terminou o primeiro tempo na frente, com o placar de 13 a 11.

Depois do intervalo, as brasileiras voltaram com um jogo mais intenso e deu certo: mesmo quando o time ficou com uma jogadora a menos, por suspensão de dois minutos, conseguiu se defender e ainda abriu cinco gols de vantagem.

Porém, a Sérvia provou que também sabia reagir. O placar, que era de 16 a 11, foi transformado em 16 a 15. As brasileiras chegaram a errar dois tiros de sete metros consecutivos, com Ana Paula e Alexandra, respectivamente.

Mas na hora de concretizar a virada, a Sérvia ficou nervosa e chegou a ter duas jogadoras suspensas, fora de quadra. Desta forma, o Brasil passou a manter pelo menos dois gols de vantagem, o que causou irritação do técnico da Sérvia, que pediu tempo para controlar aa meninas.

Deu certo: mais forte na defesa, o time da casa empatou o jogo por 19 a 19, a cinco minutos do fim. Mas nem isso abalou as meninas do Brasil, que conseguiram marcar mais três gols no momento mais importante, com Dani, Hannah e Ana Paula. Mayssa ainda brilhou no gol, a Sérvia fez só um e assim ficou garantida a vitória histórica verde e amarela.







Fonte: Terra