Brasil encerra a primeira fase com passeio sobre a Polônia

Com novos testes e atuação impecável, equipe vence por 3 sets a 0

A despedida do Brasil da primeira fase da Liga Mundial foi em grande estilo. Mesmo com algumas mudanças na equipe, a seleção brasileira contou com bons saques e bloqueios para, sobrando em quadra, derrotar outra vez a Polônia em Katowice, desta vez por 3 sets a 0, parciais de 25/17, 25/14 e 25/21. Agora, o time de Bernardinho espera a definição dos grupos da fase final, que será disputada nas cidades polonesas Gdansk e Sopot, a partir do dia 6 de julho.

O técnico brasileiro mais uma vez aproveitou o jogo para fazer testes, e a equipe titular do Brasil teve algumas mudanças com relação ao jogo de quarta-feira. Bruninho, Lucão e Murilo foram para o banco, com a entrada de Marlon, Rodrigão e Giba. Sidão, Théo e Dante, além de Serginho, seguiram no time.

Marlon começou variando muito as jogadas e acionando todos do time. No entanto, os brasileiros erravam muito e deram cinco dos dez primeiros pontos dos poloneses, quando a partida estava empatada por 10/10. Em uma boa sequência de saques de Sidão ? um deles um ace ?, o Brasil abriu quatro pontos de vantagem.

A distância deu confiança que parecia faltar para a equipe. Sem cometer os mesmos erros e comandado por boas atuações de Theo, Dante (com cinco pontos cada) e Giba (quatro pontos), o time foi aumentando a vantagem até fechar o primeiro set por 25/17 em apenas 22 minutos, após um saque de Giba.

O Brasil manteve o bom ritmo no início do segundo set e, rapidamente, abriu 5/1. Nem a saída de Giba no ponto seguinte, com dores no pescoço, diminuiu o ritmo da seleção brasileira, para desespero do técnico Andrea Anastasi. Em mais um passeio dos comandados de Bernardinho, a distância foi apenas aumentando e, em uma diagonal de João Paulo Bravo, os visitantes fizeram 25/14 e abriram 2 sets a 0.

Contando novamente com Giba (Dante foi para o banco), a seleção brasileira encontrou dificuldades no terceiro set. Encarando uma Polônia com mais atitude e sem a mesma força no saque e no bloqueio, os visitantes encararam uma parcial complicada. Até que, em uma boa sequência de saques de Giba, o Brasil conseguiu abrir três pontos (18/15). Bastou apenas manter o ritmo para fechar o set por 25/21 e a partida por 3 sets a 0.



Fonte: Globo, www.globo.com