Brasil fica com 71% das 889 mil entradas vendidas para Copa do Mundo de 2014 em sorteio da Fifa

Brasil fica com 71% das 889 mil entradas vendidas para Copa do Mundo de 2014 em sorteio da Fifa

Do total, 71,5% foram reservados a residentes no Brasil e 28,5% a torcedores de outras partes do mundo

Em comunicado na manhã desta terça-feira, a Fifa anunciou que 889.305 ingressos foram destinados a pessoas de 188 países durante o sorteio da primeira fase de venda para a Copa do Mundo de 2014. Do total, 71,5% estão comercializados para residentes no Brasil e 28,5% a torcedores de outras partes do mundo.

Todos os solicitantes (6,2 milhões foram pedidos) serão informados até no máximo 10 de novembro se acabaram atendidos ou não, seja por correio eletrônico ou por mensagem de texto. Assim, o valor correspondente aos ingressos distribuídos será automaticamente debitado do respectivo cartão de crédito. É fundamental que haja saldo suficiente no dispositivo de pagamento ou, tratando-se de boleto, que o pagamento seja feito antes do vencimento. Caso contrário, o pedido será cancelado de acordo com o "Regulamento de Venda de Ingressos", e os mesmos serão colocados à venda ao público em geral.

As pessoas que não foram sorteadas terão outra oportunidade para garantir presença na Copa. O próximo período de vendas começará exclusivamente no fifa.com no dia 11 de novembro às 9h (de Brasília).

Um total de 228.959 ingressos estará à disposição e será distribuído por ordem de pedido. Neste período, não haverá mais ingressos disponíveis para o jogo de abertura em São Paulo, para a final no Maracanã, para os jogos da fase de grupos de Brasília, para as oitavas de final em Belo Horizonte, nem para as duas semifinais em Belo Horizonte e São Paulo, que foram os jogos com mais excesso de solicitações.

Novos ingressos para todas as 64 partidas serão colocados à disposição depois do sorteio final, e a segunda fase de venda terá início no dia 8 de dezembro de 2013, assim que o calendário final de jogos para a fase de grupos for conhecido.

Segundo a Fifa, de todos os ingressos disponíveis para venda, a entidade, em conformidade com a Lei Geral da Copa (Lei nº 12.663), ofereceu aos torcedores residentes no Brasil um total de 342.740 ingressos da Categoria 4, com prioridade para estudantes, pessoas com 60 anos de idade ou mais e beneficiários do programa Bolsa Família. Como em uma série de casos houve menos demanda do que o estoque disponível, 216.618 ingressos foram destinados às pessoas com direito a desconto.

Depois do Brasil, o maior número de entradas sorteadas foi para residentes dos Estados Unidos (66.646). A seguir, vêm Inglaterra (22.257), Alemanha (18.019), Austrália (15.401), Canadá (13.507), França (11.628), Colômbia (11.326), Suíça (8.082), Japão (5.021) e Argentina (4.493). Os pacotes mais populares de carnês de ingressos de sede específica foram para o Rio de Janeiro (94.500), Brasília (48.540) e São Paulo (46.916).

O sorteio foi supervisionado pela Caixa Econômica Federal e pelo Ministério do Esporte, assim como por um tabelião em Manchester, na Inglaterra. Este é, de longe, o maior número de ingressos distribuídos durante uma primeira fase de venda ao público em geral. Para a Copa do Mundo de 2006, 652.521 ingressos foram sorteados com êxito entre os oito milhões de solicitações recebidas. Já em 2010, dos 1,8 milhão de ingressos solicitados, foram vendidos 381.559. Cada solicitante pôde pedir um máximo de quatro ingressos por domicílio e por jogo, para um máximo de sete partidas.

- Todo o processo do sorteio ocorreu sem problemas. É claro que gostaríamos de atender muito mais torcedores nesta etapa, mas haverá outras fases de venda de ingressos ? a próxima começa já em menos de uma semana. Ao usar o sorteio eletrônico, conseguimos garantir que todo o processo fosse justo e que todos os solicitantes tivessem a mesma chance. Isto é muito importante para nós - explicou o diretor de marketing da Fifa, Thierry Weil, responsável pela emissão de ingressos.

A Fifa fez questão de comunicar também que o fifa.com é a única plataforma on-line de venda de ingressos para a Copa do Mundo.

Qualquer produto com ingressos oferecido por outras empresas ou plataformas não faz parte nem está relacionado com o programa oficial de venda de ingressos. A fifa não indicou nenhuma empresa como sua representante para a venda de ingressos de jogos. Recomenda-se com veemência aos torcedores que não comprem ingressos por outros canais.

As informações são do site oficial da Fifa.

Fonte: GloboEsporte.com