Brasil Foods, resultado da fusão de Sadia e Perdigão, põe marca na camisa do Timão

O executivo informou que 68% do capital pertencerá a acionistas da Perdigão e 32% a acionistas da Sadia

O presidente da Perdigão, Nildemar Secches, e o presidente do Conselho de Administração da Sadia, Luiz Fernando Furlan, anunciaram oficialmente em entrevista nesta terça (19), em São Paulo, a criação da Brasil Foods (BFR), resultante da fusão das duas empresas.

A nova empresa foi apresentada por Secches como "a grande multinacional brasileira de alimentos brasileiros processados".

O executivo informou que 68% do capital pertencerá a acionistas da Perdigão e 32% a acionistas da Sadia.

Como a maioria das multinacionais o controle de capital é difuso. Vale dizer que as decisões não serão tomadas por um único acionista, mas por um conjunto de acionistas", afirmou Secches.

Segundo ele, a administração da nova empresa "será regida por um sistema de mérito, por profissionais". A presidência do conselho da nova empresa será dividida entre Secches e Luiz Fernando Furlan.

Secches afirmou que, para abreviar as negociações, as duas partes decidiram deixar de fora as instituições financeiras das duas empresas. "Simplesmente separamos e fizemos a associação da parte operacional", declarou.

O objetivo da nova empresa, de acordo com o executivo da Perdigão, será oferecer prestação de serviço "muito mais eficiente". "Queremos oferecer produtos de qualidade a preços acessíveis em todos os lugares do mundo", disse.

De acordo com dados divulgados durante a entrevista, Sadia e Perdigão operam comercialmente em 110 países. "Quase metade do nosso faturamento vem do exterior", afirmou Secches.

Durante a entrevista, Furlan e Secches exibiram uma camisa do Corinthians com o símbolo da Brasil Foods. A Perdigão patrocina o Corinthians e já estampou na camisa do time a própria marca Perdigão e a marca Batavo, da qual é proprietária.

Fonte: g1, www.g1.com.br