Brasil perde set, mas bate dominicanas e segue líder na Copa dos Campeões

A principal pontuadora do Brasil foi Sheilla, com 20 - maior marca do Brasil no torneio até o momento.

A seleção brasileira feminina de vôlei perdeu seu primeiro set na Copa dos Campeões, mas superou a adversidade e bateu a República Dominicana, por 3 sets a 1 (25-20, 25-15, 22-25 e 25-19), nesta madrugada. Assim, a seleção segue líder do torneio no Japão, com três vitórias em três jogos e nove pontos. O Brasil é a única seleção com 100% de aproveitamento no torneio.

A principal pontuadora do Brasil foi Sheilla, com 20 - maior marca do Brasil no torneio até o momento. Pelo lado das dominicanas, De La Cruz anotou 21 pontos e foi a que mais pontuou na partida. Porém, a levantadora Fabíola foi a eleita melhor jogadora do confronto pela FIVB (Federação Internacional de Vôlei).

Para o técnico José Roberto Guimarães, a partida foi a mais difícil até o momento na competição: "Foi muito dura, e acho que uma da razões para isso é que os dois estilos de jogo são similares. Estou feliz com a vitória mas já temos que nos preparar para a próxima partida."

Vale lembrar que em competições oficiais o Brasil já encarou por 15 vezes as dominicanas, e possui 15 vitórias.

Como vem sendo usual no torneio, e já ocorria com frequência durante o título do Grand Prix, o Brasil começou o jogo atrás no 1° set, e só conseguiu a virada após o segundo tempo técnico.

No segundo, mais tranquilidade e, de cara, a seleção abriu 3 a 0 e, depois, 11 a 5, na parcial mais fácil. As dominicanas não se recuperaram no placar e o Brasil pôde abrir 2 a 0 e trocar algumas jogadoras para o início do terceiro set.

Porém, as mudanças não mantiveram o ritmo da equipe e, com dois aces seguidos de De La Cruz, as dominicanas abriram 16 a 14 para não mais sair da frente no placar.

A primeira derrota em set no torneio acordou as brasileiras, que embalaram a partir do segundo tempo técnico para fechar o jogo em 3 a 1.

"Ganhamos, mas cometemos muitos erros, o que não deveríamos. Acho que o importante foi que nos recuperamos rápido e, no final da partida, já estávamos sacando e defendendo bem" declarou a central Fabiana.

Na próxima madrugada, o Brasil encara a Rússia na provável partida mais difícil do torneio. Dependendo dos resultados desta sexta-feira (EUA x Rússia e Tailândia x Japão), é possível que o Brasil possa ser campeão já no sábado, por antecipação.

Fonte: UOL