Brasil supera pancadas e vence amistoso contra a Coreia do Sul por 2 a 0

Brasil supera pancadas e vence amistoso contra a Coreia do Sul por 2 a 0

Foi um jogo mal-humorado e atabalhoado e que teve um primeiro tempo burocrático.

Em sua primeira partida na Ásia na segunda passagem de Luiz Felipe Scolari, a seleção brasileira derrotou neste sábado a Coreia do Sul por 2 a 0, com gols de Neymar e Oscar. A equipe manteve sua invencibilidade contra equipes asiáticas, tendo perdido apenas uma partida para rivais do continente, justamente os coreanos, há 14 anos.

Os coreanos, classificados para o Mundial, mas vencedores de apenas duas de 11 partidas disputadas em 2013, tentavam ir à frente na base do entusiasmo e da correria. E frustravam o Brasil com uma série de faltas, especialmente sobre Neymar. Para se ter uma ideia, o camisa 10 do Brasil ""pendurou"" dois jogadores da equipe asiática ? um deles, ironicamente, Kim Sungyueng, do Sunderland (Inglaterra), que David Luiz elogiara durante a semana como uma jogador ""clássico"".

Foi um jogo mal-humorado e atabalhoado e que teve um primeiro tempo burocrático. Prejudicada por um gramado em estado ruim e que no primeiro minuto de jogo já provocara um susto, quando Neymar sofreu uma pequena torção no tornozelo direito, a seleção tampouco foi ajudada pela atuação apagada coletivamente e individualmente.

Muito marcado, Neymar não conseguia espaço para chegar perto da área, enquanto Hulk e Oscar erravam quase tudo o que tentavam.

A falta de inspiração fez com que a seleção só chutasse a gol pela primeira vez aos 23 minutos, com Oscar mandando por cima do gol de Sungryong ? o Segundo viria num lance semelhante, com David Luiz, aos 33. Enquanto isso, Neymar levava pisões e era perseguido até fora das quatro linhas, num lance em que Lee Chungyong acabou cercado e empurrado pelos jogadores brasileiros, também frustrados com o jogo ruim.

Aos 43, Neymar, que até chuteira perdeu num dos encontros com a marcação coreana, sofreu sua décima falta no primeiro tempo. Perto o suficiente da área para mandar um chute venenoso à direita do goleiro e fazer 1 a 0.

No intervalo, Scolari trocou Hulk por Ramires, o que deixou Paulinho um pouco mais livre para subir. E foi com um passe cirúrgico do meia do Tottenham que Oscar entrou livre na área coreana para driblar o goleiro e marcar o segundo gol, aos quatro minutos do segundo tempo.

A seleção por pouco não ampliou aos 14, numa cabeçada de Luiz Gustavo. Bem melhor que no primeiro tempo, a seleção dominava o jogo e ia encontrando mais espaços, mas sem criar um festival de chances.

Aos 22, Felipão tirou Luiz Gustavo e Paulinho para a entrada de Lucas Leiva e Hernanes. Bernard e Maxwell entraram no lugar de Oscar e Marcelo nos últimos 15 minutos, mas sem grande impacto. Empurrada por sua fanática torcida, a Coreia tentou chegar ao gol na base do entusiasmo, esbarrando na falta de um artilheiro ? algo explicado pela estatística de apenas 10 gols em 11 jogos este ano. Mostraram muito mais pontaria para acertar as canelas adversárias.

Na terça-feira, em Pequim, a seleção enfrenta Zâmbia no Ninho do Pássaro, o emblemático estádio das Olimpíadas de 2008.


Brasil supera pancadas e vence amistoso contra a Coreia do Sul por 2 a 0

Brasil supera pancadas e vence amistoso contra a Coreia do Sul por 2 a 0

Fonte: UOL