Brasil termina Jogos Pan-Americanos em 3º no quadro de medalhas

Estar à frente de Cuba não acontecia desde 1967.

 Os Jogos Pan-Americanos ainda não chegaram ao fim, mas o Brasil já sabe qual será sua posição no quadro de medalhas. Cuba, que ameaçava os brasileiros, não tem mais chance de ultrapassar o país.

Brasil chega ao último dia de disputa com 41 ouros contra os 36 dos cubanos. Caso empatasse com os brasileiros em primeiro lugar, Cuba ainda teria de passar no número de pratas em que tem desvantagem de 12 conquistas.

Mas Cuba chega ao último dia de disputa sem nenhuma final pela frente. Já o Brasil poderá até crescer no número de ouros com chances na medalha na maratona e na decisão do vôlei masculino.

Estar à frente de Cuba nos Jogos Pan-Americanos não acontecia desde 1967, em Winnipeg. Foram 48 anos para ultrapassar os cubanos no quadro de medalhas.

Image title

O país repete a mesma posição que conseguiu há quatro anos, em Guadalajara. Mas, em solo mexicano, os brasileiros ganharam 48 ouros. Naquela ocasião, Cuba ficou em segundo e o Canadá esteve atrás do Brasil.

O Brasil também não tem chance de alcançar o Canadá, segundo colocado, e os Estados Unidos, líder do quadro de medalhas. Os americanos têm 102 ouros e os canadenses 77.

Para garantir a posição, o Brasil teve algumas conquistas no último dia como o ouro no basquete, boliche, tênis de mesa, handebol, futebol feminino e caratê. O vôlei feminino, esgrima e o atletismo ainda garantiram três pratas na reta final.

Fonte: Com informações do Uol