Brasil: Time titular empata com os reservas

Brasil: Time titular empata com os reservas

Julio Cesar treina à parte e provavelmente não vai à Tanzânia

A seleção brasileira segue sem fazer gol em coletivos. A equipe titular encontrou muita dificuldade e pouco ameaçou os reservas na atividade realizada na tarde deste sábado (fim da manhã no Brasil) na Randburg High School, em Joanesburgo. Grafite chegou a fazer um gol para os suplentes em falha de Gomes, mas Dunga já havia marcado falta do atacante e o lance, ao contrário do que foi informado anteriormente aqui, já não valia mais.

O goleiro titular Julio Cesar, após dois dias em tratamento por causa de uma pancada nas costas, foi a campo, mas treinou à parte. Apesar de estar recuperado, conforme informou a assessoria de comunicação da CBF, ele não deve embarcar para a Tanzânia neste domingo. O Brasil enfrenta a seleção local na segunda-feira às 12h (de Brasília).

Apesar do resultado do coletivo não ter tanta importância, o treino mostrou que a equipe principal do Brasil, ao menos no momento, tem sérias dificuldades para encontrar o caminho do gol. Os 11 de Dunga se saíram bem na marcação, mas criaram poucas chances.

Kaká foi uma figura apagada, errando os poucos passes que tentou, enquanto Luis Fabiano não recebeu bola alguma para concluir. Robinho foi quem mais tentou, porém, também não levou vantagem contra a defesa suplente. As jogadas pelas laterais, uma das principais armas do time, não funcionaram sequer uma vez. De positivo, Michel Bastos treinou normalmente após ter deixado o treino de sexta-feira com uma entorse no tornozelo direito.

Os titulares deram o primeiro chute aos seis minutos, com Robinho. Doni, porém, defendeu com tranquilidade o arremate de fora da área. Quatro minutos mais tarde, Maicon também arriscou de longe e obrigou o terceiro goleiro da seleção a fazer boa intervenção.

Veio então o que seria o único gol da seleção após dois coletivos e um minicoletivo. Gomes furou após receber bola recuada. Grafite se aproveitou do erro e chutou para o gol vazio, aos 11. Mas Dunga já teria apitado falta do atacante na disputa de bola com o arqueiro, logo após a falha.

Dois minutos depois, os reservas sofreram falta na intermediária pelo lado esquerdo de ataque. Dunga aproveitou para treinar cobranças. Na primeira, Daniel Alves acertou uma bomba na trave. Aos 18, um lance deixou os jornalistas apreensivos na arquibancada. Kaká caiu após dividida e ficou no chão, levando a mão ao tornozelo direito. Mas foi apenas um susto e ele, apesar do fraco desempenho, continuou treinando normalmente.

Robinho, aos 23, perdeu aquela que seria a melhor chance dos titulares. Ele recebeu lançamento, invadiu pela esquerda e pedalou na frente de Doni. Porém, perdeu o ângulo ao passar pelo arqueiro e bateu na rede pelo lado de fora.

Dunga aproveitou mais uma falta para treinar jogadas, agora com o time principal. Elano e Michel Bastos se revezaram, e a melhor cobrança foi do lateral. Lúcio raspou de cabeça e ela saiu à direita da meta defendida por Doni, levando muito perigo. A atividade acabou aos 47 minutos, mas Kaká, Daniel Alves, Robinho, Grafite, Luis Fabiano e Nilmar ficaram treinando finalização.

Fonte: Globo Esporte