Brasil vence Argentina no handebol, conquista o tetra e vai a Londres

Brasil vence Argentina no handebol, conquista o tetra e vai a Londres

Brasil vence Argentina no handebol, conquista o tetra e vai a Londres

Com a casa praticamente cheia e a torcida dos familiares dos jogadores Zeba e Tupan do masculino, as brasileiras enfrentaram mais uma vez suas arquirrivais argentinas. Além da medalha de ouro dos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, a disputa valia a grande chance de o Brasil se classificar para a Olimpíada de Londres 2012. O placar de 33 a 15 não foi nem de perto a goleada que o time fez nos Estados Unidos na estreia (50 a 10), mas o suficiente para a equipe fechar o ano não só com uma medalha de ouro no peito, mas um tetracampeonato dos Jogos Pan-Americanos e o passaporte carimbado para o evento inglês.

O primeiro tempo começou com três gols de Alê, um de tiro de sete metros, mas logo as argentinas trataram de encostar no placar e de ficar a um gol de diferença do Brasil com um tiro da argentina Magdalena Decilio, seu terceiro no início da partida. Mesmo em uma partida de muito contato físico, as brasileiras conseguiram se desvencilhar e fechar os primeiros dez minutos abrindo vantagem: 6 a 3.

Em seguida, o Brasil começou bem com mais um tiro de sete metros de Alê. O Brasil estava visivelmente exaltado. A cada gol, as atletas comemoravam muito, incluindo Chana, que ao defender uma bola vibrou na cara da adversária caída dentro da sua área. O jogo de corpo das argentinas continuou duro, assim como o ataque brasileiro, que fechou o segundo terço do jogo com 9 a 3.

Assim como as jogadoras, o técnico dinamarquês Morten Soubak estava inquieto no banco. Andava de um lado para o outro enquanto pedia calma para suas atletas. Na quadra, o jogo esquentava com direito a puxões de camisa e muitos tombos. A Argentina conseguiu marcar apenas dois gols nos dez últimos minutos, comprovando a força da defesa brasileira que fechou o primeiro tempo com 15 a 5.

Também não foram poucas as exclusões de dois minutos no primeiro tempo, Daniela Piedade foi duas vezes para o banco e Samira uma. Fabiana Diniz, Daniela e Duda Amorim receberam um cartão amarelo cada. Do lado argentino, Noelia e Maria Amelia ficaram dois minutos no banco cada. Maria Pilar, Luciana Mendoza e Antonela Mena receberam cartão amarelo.

No segundo tempo, as brasileiras continuaram no mesmo ritmo e logo ampliaram o placar. Com a permanência de Daniela Piedade e a entrada de Francine o grupo ganhou mais fôlego. As argentinas conseguiram marca apenas dois gols nos dez primeiros minutos, enquanto o Brasil aumenta o saldo com bolas principalmente de Alexandra: 20 a 8.

A enorme vantagem aberta pela formação brasileira se manteve até o final da partida. De uma maneira soberba, a equipe nacional massacrou as principais rivais com facilidade e completou o "passeio" nos Jogos Pan-Americanos. A melhor equipe, assim, termina com a principal medalha disputada na modalidade.

Fonte: Terra