Brasil vence dominicanas e chega a São Paulo invicto no Grand Prix de Vôlei

Brasil vence dominicanas e chega a São Paulo invicto no Grand Prix de Vôlei

Três jogos e três vitórias. Perdendo apenas um set, a seleção brasileira encerrou com 100% de aproveitamento a primeira rodada do Grand Prix de vôlei feminino 2014, em Sassari, na Itália. Neste domingo, Fernanda Garay venceu o "duelo particular" contra De La Cruz e comandou o triunfo do Brasil sobre a República Dominicana, por 3 sets a 0, com parciais de 26/24, 25/19 e 25/18. O time do técnico José Roberto Guimarães, que fez 17 pontos de bloqueio nesta tarde, é o atual campeão do torneio e busca seu décimo título. A próxima etapa da competição será de 8 a 10 de agosto, em São Paulo. 

A ponteira Fernanda Garay foi a maior pontuadora da partida deste domingo, com 15 pontos. Com 13, a central Thaisa foi a segunda melhor do Brasil. Principal destaque entre as dominicanas, Bethania De La Cruz também somou 13 pontos.

Antes de bater a República Dominicana, a seleção venceu a China por 3 a 1, na sexta-feira, e a Itália por 3 a 0, no sábado. De sexta a domingo da próxima semana, em São Paulo, os adversários serão Coreia, Rússia e Estados Unidos, pelo grupo D do Grand Prix. Para encerrar a primeira fase, o Brasil pegará, pelo grupo G, Estados Unidos, República Dominicana e Tailândia, em Bangkok, na Tailândia, entre os dias 15 e 17 de agosto. 

As quatro seleções mais bem classificadas avançarão para a fase final, que contará com dois outros times: Japão (país-sede) e vencedor dos grupos J a O (Argentina, Bélgica, Canadá, Cuba, Holanda, Polônia, Peru e Porto Rico). A fase final será de 20 a 24 de agosto, em Tóquio, no Japão.

Garay brilha, paredão fecha a porta 

A República Dominicana já começou a partida cometendo muitas falhas. Com três erros de saque e dois de ataque, permitiram a boa vantagem brasileira no placar logo no início do set (9/4). Sheilla, que nas outras duas partidas do torneio esteve apagada, apareceu mais nos ataques. Quando a vitória da seleção parecia fácil, as incríveis defesas da líbero Brenda Castillo e as pancadas da capitã Bethania De La Cruz comandaram a reação dominicana, deixando tudo igual no placar: 14/14. E, com um bloqueio em cima de Jaqueline, veio a virada (17/16). Os erros de recepção atrapalharam ainda mais a vida do Brasil. Mas três pontos de bloqueio consecutivos colocaram o time na frente de novo: 24/23. Foi justamente neste fundamento que Fabiana garantiu a vitória parcial: 26/24. 

O Brasil começou o segundo set confuso, e as rivais aproveitaram para garantir a primeira vantagem no placar: 3/1. A situação mudou quando Sheilla foi para o saque, dificultando a recepção adversária. Os contra-ataques passaram a funcionar, e o time de Zé Roberto garantiu a virada (5/3). Com a equipe mais organizada em quadra, a ponteira Fernanda Garay, destaque nos dois primeiros jogos, voltou a brilhar nos ataques. Bem nos bloqueios, Fabiana também reforçou o passeio brasileiro. A diferença no placar chegou a dez pontos (20/10) e nem os bons saques de Gina Mambru e os potentes ataques de Bethania De La Cruz foram capazes de promover uma reação dominicana. Com uma pancada de Garay, as atuais campeãs do torneio fecharam o set em 25/19. 

O paredão brasileiro seguiu fazendo diferença no terceiro set. Inspirada também neste fundamento, Garay ditava o ritmo do jogo e abria quatro pontos de vantagem para o Brasil (7/3). Além dela, a seleção contou ainda com a ótima atuação de Thaisa. No bloqueio ou soltando as pancadas pelo meio, a central ajudou a seleção a deslanchar no placar (15/6). Com a vantagem confortável, Zé Roberto colocou algumas reservas em quadra. As rivais aproveitaram a troca para diminuir a diferença para três pontos (19/16). Mas o paredão do Brasil voltou a funcionar, e Jaqueline fechou os trabalhos com uma pancada no fim da quadra: 25/18.




 

Fonte: GLOBOESPORTE.COM