Brasileiro era a estrela na foto com CR7 e depois virou meme

Kléberson foi apresentado como estrela no Manchester United

É difícil encontrar uma lista de piores contratações da história do Manchester United que não cite Kléberson. Ainda hoje, o volante é praticamente uma unanimidade quando se trata de negócio ruim para o gigante inglês.

Seu nome apareceu em uma lista do tabloide “The Sun” (2009), em outra do respeitável “Guardian” (2013) e até no top 25 de contratações equivocadas da Premier League, a primeira divisão inglesa, feita pelo “Telegraph” (2016).

A transferência foi selada exatamente 13 anos atrás, no dia 17 de julho de 2003. Por 8,6 milhões de euros (R$ 31 milhões, na cotação atual), o Manchester United tirava do Atlético-PR um jogador que havia se destacado na conquista brasileira da Copa do Mundo do ano anterior.

Parecia um grande negócio, como o técnico Alex Ferguson fez questão de frisar na época.

“Uma das razões de termos vendido Sebastián Verón [para o Chelsea] é porque sabíamos que estávamos contratando Kléberson, o que mostra o quanto reconhecemos seu talento”, disse o treinador.

O brasileiro era para ser a contratação mais importante do United para a temporada 2003/04. A certeza de sucesso era tão grande que o clube usou a fama do jogador para dar uma turbinada na apresentação de Cristiano Ronaldo, garoto que havia chegado do Sporting.

O fato de ter sido apresentado junto com o hoje astro português, o maior nome dos Red Devils no século 21, só serviu para turbinar o tamanho do fracasso de Kléberson. Sua foto ao lado de CR7 é constantemente usadas em memes na internet e pela imprensa inglesa para falar do brasileiro.

Camisa 15, o primeiro brasileiro da história do Manchester United durou apenas duas temporadas no clube. Foram apenas 20 jogos, com apenas dois gols marcados.

Acabou vendido ao Besiktas, da Turquia, por 2,6 milhões de euros (R$ 9,3 milhões). Uma desvalorização de 70% em apenas 24 meses.

Após passar por Flamengo, Atlético-PR, Bahia, Philadelphia Union e Indy Eleven e ser convocado para a Copa-2010, o volante de 37 anos ainda está em atividade e defende o Fort Lauderdale Strikers, dos EUA.

Mas, para o torcedor do Manchester United, pouco importa. Kléberson está na história do clube. Só não por um bom motivo.



Fonte: Com informações do Uol