Brasileiro: Grêmio marca no início, segura Inter e alcança terceiro lugar

Com esse resultado, o Grêmio atingiu os 37 pontos, conseguiu superar o Vasco na tabela e alcançou a terceira posição

Apesar de tropeços e dificuldades, tanto Internacional quanto Grêmio fizeram um bom primeiro turno no Campeonato Brasileiro. O clássico entre eles, neste domingo, serviria para fechar com chave de ouro uma destas campanhas. E quem conseguiu isso foi o Grêmio, mesmo na casa do rival. O time de Luxemburgo marcou um gol no começo com Elano, recuou em campo e segurou a vitória por 1 a 0 até o fim.

Com esse resultado, o Grêmio atingiu os 37 pontos, conseguiu superar o Vasco na tabela e alcançou a terceira posição no Brasileiro. Já o Internacional, com 31 ponto, perdeu uma colocação, pois o São Paulo superou o Corinthians neste domingo e agora é o novo quinto lugar.

Marcado por mistérios dos treinadores durante a semana, o clássico começou com algumas surpresas nas escalações, principalmente no Internacional. Fernandão escalou o time com o lateral Kléber no meio-campo, enquanto Fabrício fechou a defesa pela esquerda. Já no Grêmio a dúvida era nas laterais, que ficaram com Pará e Anderson Pico.

E foi exatamente com o lateral-esquerdo do Grêmio que começou o primeiro gol, com apenas 7min de jogo. Após cruzamento de Pico, Muriel saiu do gol para afastar, mas o zagueiro Juan cabeceou a bola antes. O rebote ficou no pé de Elano, que viu a meta sem goleiro e só empurrou a bola para o fundo das redes. Foi um estreante em Gre-Nais que começou a festa gremista no Beira-Rio.

Mas o estreante teve que sair da partida logo depois, contundido e substituído por Marquinhos. De fora ele viu o Inter correr atrás do prejuízo e partir para o ataque. As melhores chances vieram com a dupla Forlán e Leandro Damião, mas o uruguaio chutou em cima de Grohe aos 22min e perdeu boa chance de fazer seu primeiro gol com a camisa colorada. Já o camisa 9 não estava com o cabeceio preciso em tentativas aos 23min e aos 27min.

O final do primeiro tempo foi morno com a bola rolando e só esquentou com uma discussão entre Ygor e Marquinhos, jogadores que já protagonizaram rivalidade em Santa Catarina, entre Figueirense e Avaí, respectivamente. Mas no Gre-Nal o entrevero foi pequeno e durou pouco. O Inter ainda contou com a boa atuação do promissor Fred, mas apostou demais nas jogadas aéreas e não cabecou firme o bastante para empatar o jogo antes do intervalo.

O segundo tempo até ameaçou começar mais animado, já que Forlán perdeu nova chance com apenas 1min de jogo. Mas depois o Inter passou a ter dificuldades para furar a retranca do Grêmio - o time de Luxemburgo passou a marcar ainda mais recuado e tentar administrar a posse de bola, com poucas chegadas ao ataque. A melhor exceção aconteceu aos 20min, quando Kleber deixou Leandro na frente do goleiro, mas Muriel saiu bem.

Com Dagoberto no lugar de Kléber, e Dátolo na vaga de Ygor, o Inter partiu de vez para o ataque no final da segunda etapa. Era uma tática desesperada e o time estava desorganizado, por isso poucas chances foram criadas. Forlán e Leandro Damião acertaram bons chutes de longe e até estiveram perto de marcar, mas a melhor chance veio nos acréscimos, com Rafael Moura. Ele cabeceou na pequena área, mas Grohe espalmou e segurou a vitória do Grêmio.



Fonte: Terra