Brasileiros faturam cinco medalhas de ouro em Pequim

O país ainda garantiu mais três pratas e dois bronzes nesta terça

Na piscina, na pista ou no tatame, os brasileiros fizeram bonito nos Jogos Paraol?mpicos de Pequim nesta ter?a-feira. Foram dois ouros na nata??o com Andr? Brasil e Daniel Dias, um no jud? com Ant?nio Ten?rio, um no atletismo com Lucas Prado e um na bocha com Dirceu Pinto.

O pa?s ainda garantiu mais tr?s pratas e dois bronzes nesta ter?a. Terezinha Guilhermino e Adria Santos fizeram dobradinha em segundo e terceiro no atletismo. O nadador Phelipe Rodrigues e a judoca Deanne Silva subiram ao segundo lugar mais alto do p?dio. E, na bocha, saiu o segundo bronze do pa?s no dia com Eliseu Santos.

O Brasil ocupa agora o quinto lugar no quadro de medalhas da competi??o com oito ouros, quatro pratas e quatro bronzes. China segue em primeiro com 16, 21 e 16.

Dois ouros e uma prata na nata??o

O Brasil, que segue se destacando na nata??o dos Jogos Paraol?mpicos, garantiu dobradinha nos dois lugares mais altos do p?dio na final dos 100m livre categoria S10. Andr? Brasil garantiu seu segundo ouro com direito a recorde mundial (51s38), enquanto Phelipe Rodrigues conquistou a prata.

- Senti muita dor no final da prova. Ontem (segunda) foi minha primeira medalha, fiquei maravilhado. Hoje eu continuei pensando nisso, s? concentrei faltando uns 20 minutos para a prova. Eu tinha um objetivo, que era nadar na casa dos 49s. N?o deu, mas esse tempo valeu muito pelas condi?es em que aconteceu - disse Andr?, que deixou a piscina com c?imbras na perna.

O segundo ouro do pa?s na piscina do Cubo d"?gua desta ter?a-feira foi garantido por Daniel Dias. Ele conquistou sua terceira medalha dourada nos Jogos Paraol?mpicos de Pequim ao vencer com facilidade a final dos 200m livre na categoria S5. Daniel ainda bateu o recorde mundial da prova com o tempo de 2m32s32. Clodoaldo Silva terminou em quinto lugar.

Uma medalha de cada cor no atletismo

Lucas vence e bate o recorde mundial dos 100m O brasileiro Lucas Prado fez bonito no Ninho do P?ssaro e levou a medalha de ouro nos 100m rasos, categoria T11, com direito a recorde mundial. O velocista chegou perto, mas n?o conseguiu correr abaixo dos 11s como queria: fechou a prova em 11s03.

- Esse ? o resultado de muito treinamento e dedica??o. Eu j? esperava por isso. Treinei o ano inteiro, tive varias les?es. Superei tudo, dei volta por cima. N?o corri abaixo dos 11 segundos, mas tem muitas competi?es para fazer isso ainda ? afirma Lucas.

Foi por muito pouco, mas Terezinha Guilhermino n?o conseguiu superar a chinesa Wu Chunmiao e ficou com a prata nos 100m rasos, categoria T11. O bronze tamb?m ficou com o Brasil, com Adria Santos.

Ant?nio Ten?rio garante o tetracampeonato ol?mpico no jud?

Um dos maiores atletas brasileiros da hist?ria das Paraolimp?adas est? de volta ao lugar mais alto do p?dio. O judoca Ant?nio Ten?rio, da categoria at? 100kg, conquistou a sua quarta medalha de ouro paraol?mpica nesta ter?a-feira ap?s derrotar Karim Sardarov, do Azerbaij?o, com um ippon na final.

E a medalha n?o foi a ?nica do Brasil no jud? nesta ter?a-feira. Mais cedo, Deanne Silva ficou com a prata na categoria acima de 70kg ao ser derrotada pela chinesa Yanping Yuan na decis?o.

Ouro e bronze na bocha

Em sua primeira participa??o na bocha paraol?mpica, o Brasil brilhou em Pequim. Dirceu Pinto, da categoria BC4 (distrofia muscular), garantiu a medalha de ouro ao derrotar Leung Yuk Wing, de Hong Kong, por 3 a 1. Com a vit?ria, o pa?s assegurou o seu segundo lugar no p?dio. Mais cedo, Eliseu Santos, da mesma categoria, bateu o espanhol Jose Maria Dueso por 7 a 1 e conquistou o bronze.

Fonte: GloboEspote, www.globoesporte.com