Briga por Ronaldinho tem dia decisivo; favoritos confiantes

Briga por Ronaldinho tem dia decisivo; favoritos confiantes

Briga por Ronaldinho tem dia decisivo; favoritos se dizem confiantes

Arrastando-se desde o início da semana passada, a "novela" Ronaldinho pode acabar nesta quarta-feira. Tanto Grêmio, como Palmeiras e Flamengo, outros dois protagonistas, acreditam que a história terá um final feliz para suas torcidas, o que coloca uma grande dose de mistério na trama.

Clube que revelou o atleta para o futebol, o Grêmio já foi apontado como destino do atleta pelo jornal italiano Gazzetta dello Sport na última terça-feira. Para aumentar ainda mais a expectativa dos tricolores, o vice-presidente Eduardo Antonini anunciou que o presidente Paulo Odone concederá entrevista coletiva hoje para falar sobre o assunto.

"Não sei o que será. Ele vai falar sobre a situação das conversas", despistou Antonini. Especula-se que o irmão e empresário do meia-atacante, Roberto de Assis, pagou do próprio bolso a multa rescisória com o Milan (R$ 17 milhões) e agora discute como será ressarcido pelo clube gaúcho.

Apesar disso, o Palmeiras se vê vivo na briga pelo atleta. Wlademir Pescarmona, diretor de futebol alviverde, disse que o jogador está próximo do clube e aguardava um contato de Assis na última noite.

Designado pela diretoria para comandar a negociação por Ronaldinho, o empresário Roberto Tadeu também é só otimismo. "Eu posso falar que a proposta do Palmeiras é de nível internacional, maravilhosa, e não só pela parte financeira", disse ele ao Terra.

Por fim, direto de Londrina-PR, onde comanda a pré-temporada do Flamengo, o técnico Vanderlei Luxemburgo fez lobby pela chegada do astro, lembrando que deu a Ronaldinho a sua primeira chance na Seleção Brasileira, em 1999, quando o atleta fez um gol antológico contra a Venezuela. No início da semana, a presidente Patrícia Amorim confirmou contato com Assis e disse que "a coisa esquentou".

Se no Brasil, o trio de candidatos a levar Ronaldinho esbanja otimismo, o Blackburn, que acenou com proposta milionária pelo meia-atacante, avisou que a vontade do brasileiro é jogar pela primeira vez na Inglaterra. Ainda na terça, o Corinthians foi apontado como mais um possível destino do atleta. Mas ironizou: "nego o Ronaldinho, mas confirmo o Kaká e o Cristiano Ronaldo", disse o presidente Andrés Sanchez em nota.

A definição pelo futuro de Ronaldinho é tamanha que o jogador até virou brincadeira na Internet, sendo leiloado em um site de ofertas. No entanto, tudo indica que a "novela" terá um capítulo decisivo nesta quarta-feira.

Fonte: Terra