Brilho de Ronaldinho não ajuda Flamengo a conseguir patrocinador

Brilho de Ronaldinho não ajuda Flamengo a conseguir patrocinador

No entanto, a alta pedida e burocracias internas impediram um acerto após seis meses da apresentação do craque

Ronaldinho pode continuar se destacando e até levar o Flamengo ao título do Brasileiro, em dezembro. Porém, os gols devem ser insuficientes para fazerem com que o time consiga encerrar a temporada com um patrocinador estampado em sua camisa.

Desde o fim de janeiro com seu uniforme ?limpo?, quando o contrato com a Batavo se encerrou e não foi renovado, o Rubro-Negro busca um parceiro master. Contudo, encontrou mais dificuldades do que imaginava.

Na ocasião, empolgado com o anúncio da contratação de Ronaldinho Gaúcho, os dirigentes acharam que conseguiriam com facilidade interessados para investir no time. No entanto, a alta pedida e burocracias internas impediram um acerto após seis meses da apresentação do craque.

O Flamengo planejava ganhar mais do que os R$ 22 milhões que a Batavo pagava anualmente ao clube. A meta era, contando as mangas e o short, receber mais de R$ 30 milhões. O excedente seria uma forma de pagar a Traffic, empresa que arca com a grande parte do salário de Ronaldinho. O camisa 10 recebe mais de R$ 1 milhão por mês.

Porém, na visão de especialistas, a agremiação foi com muita sede ao pote. O valor assustou quem procurava o Rubro-Negro, como avaliou ao R7 Rafael Plastina, sócio-diretor da Sport Track.

- O mercado está inflacionado, a expectativa dos clubes subiu muito e isso dificultou bastante o Flamengo. Partiram de um patamar maior nos últimos dois, três anos, sem aumentar a entrega. Na minha visão o dificultador tenha sido isso.

O marketing do Flamengo tenta manter o ânimo e afirma que são boas as chances de fechar com um patrocinador master nos próximos meses. Porém, para isso acontecer, o clube terá de assinar um contrato a longo prazo.

Isso porque o Conselho Fiscal rubro-negro, crítico da forma como a diretoria tem agido, não permite que seja assinado um compromisso ?tampão? até o fim do ano e nem que duas parceiras dividam o espaço no uniforme. Para piorar, as grandes empresas já têm suas verbas reservadas para 2011.

Talvez por isso Henrique Brandão, vice de marketing flamenguista, revelou que o desabrochar de Ronaldinho Gaúcho não necessariamente facilitará a vida do clube fora de campo.

- Isso ajuda [desempenho de Ronaldinho], mas não é um fator determinante. Estamos negociando, conversando e pode ser que aconteça ainda nesse ano. Vamos aguardar.

O Flamengo, sem um patrocinador master, recebe pouco mais de R$ 10 milhões por ano com seu uniforme. A BMG paga aproximadamente R$ 8,5 milhões para preencher a manga das camisas, enquanto a Tim desembola R$ 2 milhões na parte interna dos números.

Fonte: R7, www.r7.com