Preso, Bruno assina com o Montes Claros nesta sexta, diz presidente

Preso, Bruno assina com o Montes Claros nesta sexta, diz presidente

Vile Mocellin revela que jogador vai receber salário de R$ 1.430,00 por mês.

O goleiro Bruno, ainda dentro da prisão, vai assinar um contrato de cinco anos com o Montes Claros FC, equipe que disputa o Módulo II do Campeonato Mineiro. Na manhã desta sexta-feita, 28, os advogados de Bruno vão levar o contrato para ser assinado na Penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde Bruno está preso desde julho de 2010. Ele foi condenado a 22 anos e três meses de reclusão pelo desaparecimento e assassinato da sua ex-amante Eliza Samudio.

A assinatura do contrato por Bruno foi confirmada na noite desta quinta-feira,27, pelo presidente do Montes Claros, Vile Mocellin. Ele disse que objetivo do clube é inscrever o goleiro na Federação Mineira de Futebol (FM) ainda nesta sexta-feira, pois, no mesmo dia, termina o prazo para a inscrição de atletas para a segunda fase do Campeonato Mineiro do Módulo II. Atualmente, o Montes Claros é o líder da chave B do Módulo II (que equivale a segunda divisão) e já garantiu a classificação para o Hexagonal final da competição. Porém, Bruno somente poderá retornar aos gramados após a liberação da Justiça, que também terá que autorizar a sua transferência para o Presídio Regional de Montes Claros, a fim de que ele possa atuar pelo ? Bicho?.

Segundo Vile Mocellin, a intenção do clube é contribuir com a recuperação ?da pessoa humana? do Bruno. Ele afirmou que ainda não sabe quando o goleiro poderá atuar pela equipe. ?Vai depender das próprias condições físicas e técnicas dele?, explica.

Por outro lado, o presidente do Montes Claros informou que um médico vai acompanhar os advogados na visita à Penitenciária Nelson Hungria, para a avaliação física do jogador. Ele revelou o contrato a ser assinado com o goleiro terá vigência de cinco anos, inicialmente, com salário fixado em R$1.430,00 mensais e uma multa rescisória de R$ 2,86 milhões.

O pedido de transferência de Bruno para o Presídio de Montes Claros foi apresentado pela defesa dele à Vara de Execuções Criminais de Contagem, no final de janeiro. A transferência depende ainda de decisão do juiz da Vara de Execuções Criminais de Montes Claros, Francisco Lacerda de Figueiredo.

Fonte: GloboEsporte