Bulgária dá grande susto, mas show de Bruninho conduz Brasil à virada

Levantador faz a diferença na defesa, no ataque e ajuda seleção a conquistar novo triunfo na Liga Mundial. Vissotto e Lucarelli também brilham

Parecia um filme repetido. Assim como no dia anterior, o Brasil levou um susto no primeiro set e começou a partida perdendo para a Bulgária, neste sábado. Mas através do multifacetado Bruninho e dos ataques precisos de Vissotto e Lucarelli, o time de Bernardinho levou a melhor por 3 sets a 1 (19/25, 25/21, 25/17, 25/19), venceu mais uma pela Liga Mundial e permanece na liderança da do Grupo A com 19 pontos. A Bulgária segue em segundo lugar, com 14, mas pode ser superada pelos EUA, que têm 12 e enfrentam a Polônia no domingo.

Sokolov chegou a desequilibrar. Mas o show do atacante búlgaro durou apenas um set. O suficiente para tirar o técnico Bernardinho do sério e deixar o time brasileiro mordido na partida. Impulsionada pelo apoio da torcida no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, a seleção brasileira reagiu sobretudo pelos braços de Bruninho. O filho de Bernardinho se multiplicava em quadra: foi autor de importantes defesas, bloqueios, levantamentos precisos e até atacou quando necessário.

Vissotto e o jovem Lucarelli também chamaram a respondabilidade. O primeiro voltou a ser o maior pontuador do jogo, com 18 marcados. Juntos, eles foram responsáveis por 32 pontos da seleção brasileira durante a partida. Do lado da Bulgária, Sokolov marcou 14.

O jogo

Nome da etapa inicial, o atacante Sokolov quase não errava. Foi através das mãos dele que saiu o quinto ponto de vantagem da Bulgária, ignorando o bloqueio: 5/10. Melhor sacador da última Superliga, Lucão marcou dois aces e forçou outro saque, encostando no marcador 10/12. Mas não foi o suficiente. Sokolov continuava jogando bolas potentes pela saída de rede, chegando a passar por um bloqueio triplo e marcando 19/16 para os búlgaros. Uma sequência de três erros de Maurício, no fim do primeiro set, eliminou as chances de a seleção iniciar a partida vencendo:19/25.

Vissotto chamou a responsabilidade na segunda etapa. Como Sokolov no primeiro set, ele desequilibrou no segundo, com seis pontos. Enquanto Bruninho mostrava uma impressionante precisão em cada um dos seus levantamentos, o oposto não desperdiçava as oportunidades que surgiam. Quem também brilhou foi Lucarelli. Além de um bonito ace no 16º ponto do Brasil, ele mostrava força nas bolas paralelas. Apesar de os búlgaros buscarem os espaços, o bloqueio brasileiro enfim surtiu efeito. Coube a Vissotto receber um passe preciso de Bruninho e mandar na diagonal sem chances de defesa: 25/21.

Aleksiev e Sokolov já não conseguiam mais carregar a Bulgária nas costas. O Brasil, como um todo, já tinha um padrão definido e o susto do primeiro set parecia ter ficado de lado. Na terceira etapa, só deu Lucarelli. O ponteiro de 21 anos mostrou vigor de um veterano. Com uma bonita diagonal sem muita força, ele fez 13/8 para o Brasil em um momento importante do set. Sokolov deixou a quadra, e a Bulgária passou a cometer erros bobos, parando no bloqueio de Lucão. Com justiça, coube a Lucarelli fechar a parcial. À la Giovani Gávio, ele sacou sem muita força, mas de forma precisa na quadra adversária. Nenhum búlgaro conseguiu alcançar: 25/17.

O bloqueio fez diferença no quarto set. Enquanto os búlgaros não conseguiam defender as pancadas dos brasileiros, um paredão era formado por Lucão e Bruninho. O meio de rede também apareceu mais no ataque, levando o ginásio ao delírio com uma pancada de diagonal impressionante no ponto 7/4 do Brasil. Depois de todos os bloqueios, defesas e levantamentos, Bruninho mostrou que também podia atacar.

Após um rally, o levantador atacou no fundo: 9/5 para o Brasil.

O ponto do jogo chegou a ficar nas mãos de Lucarelli, que sacou para fora. No lance seguinte, Wallace recebeu mais um levantamento preciso, mandou na diagonal e não desperdiçou: 25/19.

Brasil: Bruninho, Vissotto, Lucarelli, Maurício Souza, Lucão, Dante e Alan.

Entraram: William, Maurício e Wallace.

Bulgária: Bratoev, Samunev, Skrimov, Yosifov, Aleksiev, Sokolov e Salparov

Entraram: Penchev, Milushev e Dimitrov


Bulgária dá susto, mas show de Bruninho conduz Brasil à virada

Bulgária dá susto, mas show de Bruninho conduz Brasil à virada

Bulgária dá susto, mas show de Bruninho conduz Brasil à virada

Fonte: GloboEsporte