Botafogo: Caio Júnior é demitido após derrota para o América-MG

Botafogo: Caio Júnior é demitido após derrota para o América-MG

Caio Júnior não resistiu à derrota para o América-MG, na última quarta-feira, e não é mais técnico do Botafogo

Caio Júnior não resistiu à derrota para o América-MG, na última quarta-feira, e não é mais técnico do Botafogo. O treinador foi comunicado da demissão pela diretoria, na manhã desta quinta-feira, após o café da manhã, em um hotel em Belo Horizonte, onde o time estava hospedado após o jogo em Sete Lagoas.

Após a derrota para o América-MG, a delegação do Botafogo seguiu para um hotel em Belo Horizonte. No local, o gerente de futebol, Anderson Barros, e o vice, André Silva, se reuniram e discutiram, por telefone, com o presidente Maurício Assumpção, que estava no Rio, sobre a permanência do treinador. Após a conversa, a diretoria alvinegra achou melhor encerrar o ciclo de Caio Júnior no clube.

Caio Júnior retorna com a delegação do Botafogo ao Rio de Janeiro. A demissão provavelmente será oficializada pela diretoria durante o desembarque, no final da manhã desta quinta-feira. A princípio, o treinador não deve se pronunciar.

Em cerca de oito meses, Caio Júnior comandou o Botafogo em 47 jogos, tendo conquistado 21 vitórias, 12 empates e 14 derrotas. O aproveitamento do técnico é de cerca de 53,2% dos pontos conquistados. Caio estreou no Botafogo no dia 31 de março, com a vitória sobre o Paraná, por 2 a 1, pela Copa do Brasil.

Caio comandou a equipe em apenas três jogos no Campeonato Carioca. Com a eliminação da Taça Rio, o treinador ficou apenas com a disputa da Copa do Brasil no primeiro semestre. Mas a eliminação para o Avaí fez com que a equipe ficasse um mês sem jogar. No Brasileiro, Caio começou com uma campanha mediana, mas a equipe engrenou uma série de vitórias no Engenhão e passou a acreditar no título. As derrotas na reta final, entretanto, fizeram a equipe cair de produção e seu trabalho ser contestado.

Por enquanto, ainda não há um nome para substituir o técnico. Provavelmente, o preparador de goleiros, Flávio Tenius, comandará a equipe na partida contra o Inter, domingo, às 17h, no Engenhão. Ele treinou o Botafogo quando Joel Santana foi demitido, em março.

Fonte: Globo Esporte