Cambistas oferecem até R$ 5 mil por bilhete na final da Copa 2014

Cambistas oferecem até R$ 5 mil por bilhete na final da Copa 2014

No mercado negro dos ingressos, cambistas oferecem até R$ 5 mil por bilhete na final da Copa do Mundo

Nos três primeiros dias de retirada dos ingressos para a Copa do Mundo, a cena se repetiu. Na chegada ou na saída de General Severiano, sede do Botafogo, cambistas agiram livremente e muitos torcedores sentiram a tentação de trocar o sonho de ver um jogo da competição por um bom dinheiro.

?Compro e vendo ingresso pra qualquer jogo da Copa", diziam os cambistas.

A rotina vista nos jogos decisivos em todo o Brasil, porém, ganhou padrão Fifa. Na negociação, alguns chegaram a oferecer até R$ 5 mil pelo bilhete da final da Copa que, no caso, custou R$ 330.

? Pode até ser uma tentação, mas ver a final da Copa no Brasil é um sonho. Não dá para vender ? disse a torcedora, abordada por um cambista que pediu sigilo.

Desde a chegada à sede alvinegra, os cambistas buscam interessados em fazer negócio. Uma viatura da Polícia Militar a poucos metros da entrada de General Severiano não intimidou ninguém. Os orientadores da Fifa se preocupam com os torcedores. É deles que parte o conselho para evitar problemas na saída do local.

"Cuidado com os ingressos. Pode tirar foto, mas evitem mostrar quantos vocês têm", avisa um deles para os que posam para fotos ao lado de um Fuleco (o mascote da Copa) gigante.

Figuras conhecidas em jogos no Maracanã, alguns cambistas admitem que os torcedores poderão lucrar mais com a proximidade da competição. Até o começo da Copa, um ingresso para a final pode valer até R$ 7 mil. Isso antes de se ter ideia se o Brasil será finalista do Mundial.

?É difícil saber o valor de um ingresso. Hoje, pode ser R$ 5 mil, R$ 6 mil até R$ 7 mil. Depende do jogo e do setor. É uma negociação boa, vale um bom dinheiro. Eu mesmo estou precisando. Se o Brasil for à final, o lucro é muito maior", disse um dos cambistas que estava próximo a General Severiano.

E não foram só cambistas que agiram nos primeiros dias de troca de ingressos. No interior da sede, torcedores também tentavam negociar. Quem dizia ter bilhetes para a final recebia a oferta de até R$ 4 mil. Nas redes sociais, há comunidades que oferecem troca ou compra para todos os jogos da competição.

PM pede denúncias e promete rigor

A ação dos cambistas deve ser reprimida a partir de sexta-feira, quando voltará a ser feita a troca dos ingressos para a Copa do Mundo. Procurada pela reportagem do Jogo Extra, a Polícia Militar respondeu através de nota e pediu que os torcedores ajudem na fiscalização, porque os cambistas precisam ser presos em flagrante.

A promessa é de reforço de policiamento nas redondezas de General Severiano.

?É preciso que as pessoas prejudicadas denunciem e, desta forma, seja realizada a prisão em flagrante. A PM não pode detê-los sem provas concretas de delitos ou mesmo sem que alguém faça denúncias a um policial militar ou ligando para o 190 informando o local da ocorrência. De qualquer maneira, o comando do 2º BPM (Botafogo) vai enviar policiais do Setor de Inteligência ao local para tentar identificar e prender os suspeitos", diz a nota na íntegra.

A Fifa foi procurada por e-mail, mas não enviou resposta até o fechamento da edição.

?Eu não vendo o meu sonho?

Uma das torcedoras abordadas por cambistas contou como funciona a negociação por ingressos.

?O assédio acontece quando a gente chega e sai do posto de troca. Um deles falou que comprava e vendia ingresso para qualquer partida. Pode até ser uma tentação pelo valor que oferecem, mas ver a final da Copa é um sonho. Não dá para vender. Eu tive sorte de conseguir ingressos para todos os jogos, inclusive para a final. Nem me importo tanto se o Brasil jogará. Vale mesmo pelo evento. Dentro da sede também tem quem queira negociar, oferecendo trocar ou comprar ingressos. Os orientadores da Fifa falam para a gente tomar cuidado com os ingressos, para não tirar fotos, porque os cambistas podem ver. E aí o assédio é ainda maior. Não dei atenção aos cambistas porque não quero vender, mas falaram que vale bom dinheiro. Que eu podia ganhar R$ 5 mil com a final. Mas não vendo o meu sonho?.

Fonte: Extra