Camilo fica com a prata, e Guilheiro é bronze no Grand Slam de Tóquio

Camilo fica com a prata, e Guilheiro é bronze no Grand Slam de Tóquio

Medalhista olímpica, Ketleyn Quadros cai na primeira luta no Japão

Em uma luta dura, decidida por duas advertências, Tiago Camilo (-90kg) viu a medalha de ouro escapar, e o Brasil fechou o segundo dia do Grand Slam de Tóquio com uma prata e um bronze. Pouco antes, Leandro Guilheiro tinha parado nas semifinais da categoria 81kg. No sábado, Sarah Menezes também foi bronze, na - 48kg. As disputas continuam nesta segunda-feira.

Em casa e menos desgastado fisicamente, o japonês Masashi Nishiyama ameaçou o brasileiro em todo momento. A 1 minuto do fim, Camilo recebeu a segunda advertência, que se transformou em uma punição, e ficou em situação delicada.

Nono do mundo, Tiago tinha derrotado o uzbeque Khurshid Nabiev, 12º do ranking, nas semifinais. Antes, deixou para trás o japonês Yuki Haruyama, o espanhol David Alarza e o georgiano Varlam Liparteliani.

Número três do ranking da - 81kg, onde compete há 1 ano, Guilheiro foi derrotado na bandeirada, em decisão dividida, pelo japonês Takahiro Nakai, 16º do mundo, em um combate sem pontos no tempo regulamentar e no "golden score". Takahiro ficou com o ouro ao derrotar, por yuko, o compatriota Masahiro Takamatsu.

Entre as mulheres, Ketleyn Quadros perdeu logo na estreia para a alemã Miryam Roper, na categoria até 57kg. Mariana Silva, até 63 kg, ganhou a primeira luta contra a australiana Kylie Koenig, mas foi superada em seguida pela alemã Claudia Malzahn, terceira do mundo.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com