Campeã de boxe uruguaia denuncia ex por divulgar video de sexo na internet

Uruguaia Chris Namús, campeã do peso superleve da Federação Mundial de Boxe, registrou queixa contra ex-companheiro, que não teve o nome divulgado.

Atual campeã da categoria superleve da Federação Mundial de Boxe, a uruguaia Chris Namús fez uma denúncia contra seu ex-namorado por divulgar um vídeo na internet no qual os dois apareciam mantendo relações sexuais. Mais conhecida no mundo esportivo como "Bombom Assassino", a pugilista registrou a queixa enquanto a notícia sobre o vídeo ganhava força nas redes sociais do Uruguai.


Campeã de boxe uruguaia denuncia ex por divulgar video de sexo na internet

A lutadora, de 24 anos, é uma das mais destacadas atletas do país, reconhecida tanto por sua beleza como pelos escândalos que sacudiram sua breve carreira esportiva. Seu advogado, Alejandro Balbi, disse que as autoridades buscam o homem que está no vídeo com Namús, e que teria feito a gravação. O defensor declarou que o vídeo foi divulgado "supostamente em represália" depois que ambos, que já terminaram o relacionamento, discutiram na semana passada.

Em 2008, Namús se tornou campeã mundial juvenil, o maior êxito do boxe uruguaio, e depois ganhou notoriedade pelas derrotas no plano esportivo e a ruptura com seus representantes, que a processaram em US$ 300 mil (cerca de R$ 600 mil).

Três anos depois, em Montevidéu, ela enfrentou a espanhola Loly Muñoz pelo título dos superleves, e os juízes lhe deram a vitória - apesar da evidente superioridade da rival. A Federação Uruguaia anulou o combate depois que a imprensa e os torcedores consideraram o resultado uma farsa. Dois meses mais tarde, as boxeadoras voltaram a lutar, agora com árbitros estrangeiros, que deram a vitória a Namús de forma apertada após um duríssimo combate.

Pouco depois, Namús anunciou a aposentadoria do boxe por falta de apoio das autoridades e em solidariedade a seu representante, Sebastián Revetria, que também deixou o esporte. No entanto, essa aposentadoria não durou muito e logo voltou a lutar na Argentina, Uruguai e no Brasil.

Fonte: GloboEsporte