Campeão abandona sumô após escândalo

Campeão revelou à imprensa o seu envolvimento em uma briga em Tóquio após uma noitada

O "enfant terrible" do sumô, o grande campeão mongol Asashoryu, anunciou nesta quinta-feira a sua aposentadoria, aos 29 anos, após mais um escândalo que estremece este esporte milenar.

O yokozuna (grande campeão), cujo verdadeiro nome é Dolgorsuren Dagvadorj, tomou sua decisão depois da revelação na imprensa do seu envolvimento em uma briga em Tóquio após uma noitada regada a muita bebida alcoólica.

"Vou me aposentar", anunciou Asashoryu, muito emocionado diante das câmeras de televisão. "Sinto uma pesada responsabilidade como yokozuna, por ter causado problemas para tanta gente", disse.

O sumotori de 1,85 m e 152 kg, que teria aparentemente exagerado no consumo de bebidas alcoólicas em uma casa noturna da capital, é suspeito de ter quebrado o nariz de um cliente durante uma briga no dia 16 de janeiro por volta das 04h00.

Segundo a Polícia, Asashoryu finalmente chegou a um acordo com a vítima, que decidiu não apresentar queixa.

Após a sua 25ª vitória no torneio de inverno no mês passado em Tóquio, Asashoryu, cujo nome em japonês significa "dragão azul da manhã", se tornou o terceiro maior campeão da história do sumô em número de vitórias, atrás de Taiho (32 vitórias) e Chiyonofuji (31).

Mas, apesar de seu incontestável talento, Asashoryu nunca caiu nas graças dos fãs por causa do seu comportamento muito vulgar para os padrões do tradicional esporte japonês.

Em um dos casos mais conhecidos, Asashoryu foi desclassificado de um torneio em 2003 por ter puxado os cabelos de seu compatriota Kyokushuzan. Ele continuou a briga com o sumotori nos vestiários e foi acusado de ter quebrado um retrovisor de seu carro.

No ano passado, Asashoryu foi advertido pela Associação Japonesa de Sumô por ter jogado golfe com outros lutadores mongóis, na véspera da abertura do torneio de verão, em vez de treinar, como exige o código de ética do sumô.

Com 24 anos, seu compatriota e principal adversário, Hakuho ("grande pássaro branco"), cujo verdadeiro nome é Munkhbat Davaajargal, é muito apreciado no Japão e agora o único yokozuna em competição.

Fonte: Terra, www.terra.com.br