Campeão, Tite deve ficar no Corinthians, mas sem poder de fogo

Campeão, Tite deve ficar no Corinthians, mas sem poder de fogo

Durante as celebrações do pentacampeonato, Andres Sanchez o abraçou, elogiou e disse que ele deve ficar.

O técnico campeão brasileiro deve ganhar pelo menos mais um ano à frente do Corinthians. Mas vai perder seu principal escudo no clube. É praticamente certo que Tite continua em 2012. Ontem, ele declarou que uma reunião nesta semana vai discutir sua permanência. Durante as celebrações do pentacampeonato, Andres Sanchez o abraçou, elogiou e disse que ele deve ficar.

Mas o presidente corintiano delegou a função de negociar o novo contrato de Tite a Roberto de Andrade, diretor de futebol que, no próximo dia 15, assumirá interinamente a presidência do clube.

Tite deve renovar seu contrato com Andres no comando do clube, mas treinará o Corinthians em 2012 sem o cartola que bancou sua permanência nesta temporada.

Pois foi Andres quem, mesmo pressionado, segurou Tite após a eliminação na Libertadores. Anteontem, após a conquista do título, bateu no peito para lembrar do fato.

"Todo mundo está derrubando ele [Tite] desde fevereiro. Se perde [o título], eu sou um tonto", declarou.

O próprio Tite disse ontem que havia razão para ser demitido no começo do ano.

"Ele [Andres] teria todos os motivos do mundo para me mandar embora após a eliminação [da Libertadores]. Claro que tive problemas. O time estava sendo reformulado, ainda sem condições físicas, foram dois jogos. Mas a Libertadores é muito grande e havia toda uma expectativa", declarou ao programa "Arena Sportv". E foi além.

"Ele teria razão para me demitir. Em vez disso, ele sentou do meu lado e me apoiou. Temos uma relação de muita confiança", contou Tite.

Pesa a seu favor o fato de que Mario Gobbi, provável novo presidente --a eleição será em fevereiro--, é aliado de Andres e também vê com bons olhos o seu trabalho. Mas resta saber se Gobbi também bancaria, sozinho, a permanência do técnico caso haja nova crise no time.

Andres dará uma coletiva hoje em que deve anunciar a permanência de Tite. "Vou me reunir com Roberto de Andrade amanhã [hoje]", disse o treinador, ontem, durante a premiação dos melhores do Brasileiro. "Não tem segredo. Vai ser rapidinho", afirmou.

Em relação a seu primeiro título nacional, Tite disse que teve gosto de "mel com paz". "É o sentimento de que deixamos 30, 40 milhões de pessoas contentes, que terão um fim de ano melhor."

Fonte: Folha.com