Carioca: Sem Fred, Flu vence Madureira por 2 a 1 e mantém chance de vaga na semifinal

Carioca: Sem Fred, Flu vence Madureira por 2 a 1 e mantém chance de vaga na semifinal

O técnico Abel Braga optou por poupar o meia Deco e o centroavante Fred pensando na partida de quarta-feira

O Fluminense demonstrou não sentir os desfalques de Fred e Deco e, neste sábado, conseguiu um importante resultado pela sétima rodada da Taça Rio. A equipe tricolor foi ao Estádio Conselheiro Galvão, derrotou o Madureira por 2 a 1 e se manteve na briga por uma chance de se classificar para a semifinal do segundo turno do Campeonato Carioca.

O técnico Abel Braga optou por poupar o meia Deco e o centroavante Fred pensando na partida de quarta-feira contra o Boca Juniors, pela quinta rodada da Copa Libertadores da América. Assim, o Fluminense contou com gols de dois meio-campistas para derrotar o Madureira: o jovem argentino Lanzini fez o primeiro do time tricolor, enquanto Thiago Neves ampliou, ainda no primeiro tempo. Wellington Júnior descontou para os anfitriões aos 40min da etapa final.

A vitória fora de casa elevou o Flu aos dez pontos ganhos no Grupo B da Taça Rio, mantendo o time campeão da Taça Guanabara na luta pela classificação. A equipe de Abel Braga, porém, continuou na terceira posição: o Bangu, que tinha nove, derrotou o Macaé por 1 a 0 e assumiu a liderança da chave, com 12 - o Vasco, que pega o Flamengo ainda neste sábado, tem 11.

Esses dois resultados, aliás, foram muito ruins para o Madureira, que seguiu pressionado na briga pela permanência na elite do Carioca. A equipe continuou com 12 pontos na somatória dos dois turnos do Estadual e não se livrou das chances matemáticas de rebaixamento: é o 13º. O Bonsucesso, 15º, tem 11 pontos.

Lanterna do Grupo A da Taça Rio com sete pontos, o Madureira entrará pressionado em campo no próximo domingo, quando vai ao Estádio Marrentão encarar o Duque de Caxias. Já o o Bangu atua fora de casa com o Resende.

Enquanto isso, o Fluminense tenta garantir a vaga para a semifinal da Taça Rio contra o Olaria, em Volta Redonda, no Estádio Raulino de Oliveira. Todas as partidas da oitava e última rodada serão realizadas às 16h (de Brasília) do próximo domingo, dia 15.

O jogo

Precisando da vitória para seguir com chances reais de classificação, o Fluminense foi para o ataque na casa adversária e conseguiu balançar a rede do rival pela primeira vez logo com 1min de jogo. Após cruzamento da esquerda, Thiago Neves apareceu nas costas da defesa para desviar. O gol, porém, foi anulado - a arbitragem indicou posição irregular do camisa 7, em decisão polêmica.

Se o gol foi invalidado corretamente ou não, o Fluminense continuou soberano na partida - Diego Cavalieri teve trabalho somente uma vez, aos 7min, em chute forte de Caio Cezar após rebote da zaga. A pressão dos visitantes surtiu efeito aos 20min, quando Edinho arriscou de muito longe e acertou a trave. Rafael Moura, porém, pegou a sobra, impediu a saída pela linha de fundo e cruzou na área para Rafael Sóbis, que ajeitou de cabeça para a pequena área e Lanzini, livre, completou para o gol.

Bem postado defensivamente e sem afobação no ataque, o Fluminense ampliou a vantagem no marcador ainda no primeiro tempo. Thiago Neves arrematou de fora da área com precisão aos 43min e estabeleceu o 2 a 0 antes do intervalo.

O começo segundo tempo foi muito mais ameno no Estádio Conselheiro Galvão, e apenas um lance inusitado acabou gerando um pouco mais de agitação nas arquibancadas: durante a parada técnica, uma pipa, que durante boa parte do jogo incomodou Cavalieri, caiu dentro do gramado. Irritados, os jogadores do Flu quebraram o papagaio e o retiraram do campo.

Futebolisticamente falando, o time das Laranjeiras soube administrar o placar favorável durante quase todo o segundo tempo. Diego Cavalieri não ficou exposto, e o setor ofensivo soube manter a posse de bola e gastar o tempo. O único primeiro lance mais perigoso aconteceu aos 28min, quando Maciel recebeu cruzamento na área e, cara a cara com o camisa 1 do Flu, chutou desequilibrado para fora.

Maciel não foi o único jogador que perdeu uma boa oportunidade de marcar. Wagner, que havia entrado minutos antes na vaga de Lanzini, contundido, recebeu sozinho um ótimo cruzamento de Rafael Moura, mas cabeceou muito mal e mandou para fora aos 29min, desperdiçando a chance de liquidar o marcador.

O final da partida, porém, foi mais agitado para o Fluminense, que deixou o Madureira descontar aos 40min e ganhar moral para os minutos decisivos. Após cobrança de falta na área, Cavalieri saiu mal e deixou a meta livre para Wellington Júnior desviar de cabeça e colocar pressão na partida.

Cavalieri, porém, salvou o Fluminense aos 46min, com um chute perigoso de Rafael Cruz, que o camisa 12 precisou espalmar para escanteio. O time de Abel, porém, se segurou até os 48 minutos e comemorou os três pontos, que mantiveram o time com chances de garantir o título do Carioca 2012 por antecipação.

Ficha técnica

MADUREIRA 1 x 2 FLUMINENSE

Gols

MADUREIRA:

Wellington Júnior aos 40min do 2º tempo

FLUMINENSE:

Lanzini aos 20min, e Thiago Neves aos 43min do 1º tempo

MADUREIRA: Treinador: Gabriel Vieira

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Leandro Euzébio (Gum), Anderson e Carlinhos; Edinho (Jean), Diguinho, Lanzini (Wagner) e Thiago Neves; Rafael Sobis e Rafael Moura

Treinador: Abel Braga

Cartões amarelos

MADUREIRA: Zé Carlos

FLUMINENSE: Jean

Árbitro

William de Souza Nery

Local

Estádio Conselheiro Galvão, em Madureira (RJ)

Fonte: Terra