Cássio sobre reserva no Corinthians: faltou falar "olho no olho"

Goleiro ressaltou que respeita a decisão de Tite

O goleiro Cássio revelou ter ficado chateado com a notícia de que Walter seria o novo titular do Corinthians. O atleta ressaltou que respeitará a decisão de Tite, mas que não esperava ser comunicado logo após uma ausência autorizada pela comissão técnica.

Cássio havia sido liberado para ir ao funeral da avó, no Rio Grande do Sul, perdeu uma partida por conta do problema familiar, e voltou como reserva no regresso ao Corinthians. Ele também fez críticas indiretas ao preparador de goleiros Mauri Lima. 

"Eu fiquei chateado com a situação, para ser bem honesto. Eu ia jogar [contra o Vitória], foram duas pancadas. Sou um ser humano também. Não fiquei feliz, mas respeito, tenho que respeitar. Sou profissional. Vou me dedicar para recuperar a posição", comentou Cássio. 

Na sequência, o goleiro foi franco e se disse magoado com a comissão técnica. "Com o Tite, eu fiquei chateado no momento. Mas em nenhum momento eu deixei de treinar. A gente fica chateado às vezes com outras pessoas que trabalham com a gente, que poderiam estar mais atentos e ter falado isso antes pra gente. Alertar que isso poderia acontecer, que estava tendo uma queda de rendimento. Quando você tem um treinador específico, ele tem de te falar isso, estar mais próximo, olhar olho a olho e falar que tem que melhorar", criticou Cássio. 

Já em relação ao colega, titular nas últimas partidas, o goleiro corintiano adotou outro discurso. "Não mudou meu relacionamento com eles. Sou bem sensato. Com o Walter, de maneira alguma. O primeiro cara com quem eu conversei foi o ele, logo que fiquei sabendo. Mandei um áudio para ele. Eu fui para casa e mandei uma mensagem pra ele, falando que não estava feliz, mas que eu jamais faltaria com respeito com ele". 

O goleiro campeão mundial em 2012 disse ainda que a perda de espaço não fará com que pressione para buscar outra equipe, mas manteve a possibilidade em aberto. Cássio assinou recentemente a renovação de seu vínculo com o Corinthians, ampliando o contrato para dezembro de 2019. "Minha prioridade é recuperar minha posição aqui, mas eu não sei o que vai acontecer no futuro, se vai aparecer alguma coisa, que seja boa para mim ou para o Corinthians", comentou. 

Tite comentou a situação de Cássio:

"É uma parte [a ausência no jogo por conta da perda da avó], a outra ele sabe, eu já conversei, mas vou preservar o vestiário. Essa parte é nossa, vamos esclarecer isso aí. Estamos aqui para apoiar. Conversamos legal sobre isso. No momento oportuno vocês vão saber", disse o treinador. 


Goleiro Cássio (Crédito: Reprodução)
Goleiro Cássio (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Uol