CBF pede ao COI medalha para homenagear Fernando Prass

Medalha de ouro para o goleiro cortado por lesão antes dos jogos

O goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, sofreu um duro golpe antes do início dos Jogos Olímpicos do Rio, em agosto passado. Pela primeira vez convocado para defender o gol brasileiro numa Olimpíada, Prass sofreu uma lesão no cotovelo que causou o seu corte da seleção. De fora da disputa olímpica, o atleta viu seus companheiros conquistarem a medalha de ouro no torneio. Agora, a CBF, a Confederação Brasileira de Futebol, espera, ao menos, conseguir uma medalha junto ao COI, o Comitê Olímpico Internacional, para prestar homenagem ao goleiro.

Segundo informações de canais de TV esportivos, a CBF vai solicitar uma medalha a mais ao COI para prestigiar Fernando Prass, que não foi esquecido pelos demais jogadores na conquista do ouro em cima da Alemanha, no estádio do Maracanã. A confederação espera uma resposta do comitê para dar a Prass o status definitivo de medalhista olímpico.

Prass foi cortado da Seleção Olímpica (Crédito: Estadão)
Prass foi cortado da Seleção Olímpica (Crédito: Estadão)

Grande destaque do Palmeiras nas duas últimas temporadas, Fernando Prass foi o herói do título alviverde da Copa do Brasil, em que, além de defender pênalti, também bateu e converteu o último tento da disputa, contra o Santos, em 2015.

No auge de sua forma e destaque no futebol brasileiro, aos 38 anos, Fernando Prass foi convocado para defender a Seleção Brasileira nos Jogos Olímpicos 2016, disputados no Rio. Mas uma fratura no cotovelo direito o impediu de dar início ao sonho olímpico. O corte do grupo da CBF causou comoção entre os torcedores e também entre os jogadores brasileiros, que homeagaram o palmeirense em diversas oportunidades. Substituído pelo goleiro Wewerton no gol do Brasil e por Jailson no gol palmeirense, Prass passou por uma cirurgia que o deixará de fora do restante da temporada, retornando aos gramados apenas em 2017.

Fonte: iG