CBF rebate presidente do Fla: " Que fale menos e faça mais"

CBF rebate presidente do Fla: " Que fale menos e faça mais"

Patrícia Amorim levantou suspeitas de que o não reconhecimento do título de 87

A discussão não tem fim. A cada capítulo, acusações e respostas de todos os lados. Na quarta-feira, a Confederação Brasileira de Futebol reconheceu os títulos nacionais de 1959 a 1970, mas não homologou a conquista do Flamengo no Brasileiro de 1987. Com isso, Patrícia Amorim prometeu lutar até o fim, alegando que ?todos os encaminhamentos jurídicos serão feitos?. A presidente disse em entrevista coletiva que suspeita de algo "arquitetado" por Teixeira, já que ela não apoiou Kleber Leite, candidato do comandante da CBF, na última eleição do Clube dos 13. Nesta quinta, Teixeira rebateu de forma veemente durante evento no Aterro do Flamengo para confirmar a ampliação do contrato com um dos patrocinadores da entidade..

- Acho que está ficando um pouco cômodo e cômico essa desculpa de incompetência e eleição do Clube dos 13, pois qualquer coisa que acontece de errado para algumas equipes, é dito que foi prejudicado por causa de votação de Clube dos 13. Ontem (quarta-feira) foi a maior demonstração tácita de que três (Fluminense, Palmeiras e Bahia) dos seis (que tiveram os títulos homologados) não votaram no candidato da CBF.

Acho um profundo ridículo justificar a incompetência administrativa em cima disso. Espero que a presidente do Flamengo se esforce ao máximo para trazer resultados. Que fale menos e faça mais, porque esse ano em termos de resultados foi fraco demais.

Na última quarta, Teixeira argumentou que não podia reconhecer o título de 87 porque há uma decisão transitada em julgado que garante a taça daquele ano exclusivamente ao Sport.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com