Ceará mantém embalo e ganha do São Paulo: 2 a 0

Ceará domina e quebra invencibilidade de Carpegiani no São Paulo

O Ceará venceu o São Paulo por 2 a 0 neste domingo, no Estádio Castelão, e impôs a primeira derrota do time tricolor sob o comando do técnico Paulo César Carpegiani (até então, o treinador ostentava três vitórias em três jogos).

Geraldo e Diego Sacoman marcaram para os alvinegros, que já não perdem há seis rodadas no Campeonato Brasileiro e se firmam na zona de classificação à Copa Sul-Americana de 2011, com 42 pontos. Já a equipe paulista permanece com 44 e vê a vaga na Libertadores mais distante.

Com Fernandão de volta ao time titular, no lugar de Dagoberto, poupado após tomar um remédio sem avisar os médicos, o São Paulo conseguiu suportar a pressão inicial do Ceará e chegou até a marcar aos 13min, mas a arbitragem viu impedimento de Ricardo Oliveira. No entanto, os donos da casa não demoraram para tomar o controle da partida.



Aos 19min, Geraldo recebeu dentro da área e chutou para boa defesa de Rogério Ceni. Logo em seguida, porém, Vicente arrancou pela esquerda e cruzou na medida para Magno Alves abrir o placar de cabeça. Já aos 26min, o juiz paralisou o duelo e permitiu uma parada técnica para os jogadores se hidratarem (conforme esperado, o calor era forte em Fortaleza).

Pouco depois, Carpegiani fez a primeira alteração no time, trocando Xandão por Ilsinho. Porém, os anfitriões continuavam chegando com perigo. Aos 31min, Magno Alves saiu na cara de Rogério, mas chutou em cima do goleiro. Três minutos depois, o ex-corintiano Diego Sacoman arriscou de longe e acertou o ângulo da meta são-paulino: 2 a 0 Ceará.

Os visitantes esboçaram uma pressão no final da etapa inicial, desperdiçando boas chances com Lucas e Ricardo Oliveira. Na volta para o segundo tempo, contudo, não mantiveram o embalo e viram o Ceará dominar. Após cobrança de escanteio aos 11min, Diego Sacoman só não marcou de novo porque Rogério salvou.

Carpegiani gastou suas últimas mudanças antes da metade da etapa final: entraram Zé Vitor e Marlos na vagas dos apagados Diogo e Lucas. Dimas Filgueiras também mexeu. Primeiro, colocou Misael na vaga de Washington, que ainda carece de ritmo após voltar de lesão no joelho. Depois, atendendo aos pedidos da torcida, colocou Reina em campo, no lugar do ovacionado Magno Alves.

Com o passar do tempo (e a diminuição da temperatura), os paulistas passaram a esboçar uma reação, amparados principalmente nas arrancadas de Fernandinho pela esquerda e Ilsinho pela direita. Ricardo Oliveira, no entanto, não conseguiu aproveitar as boas jogadas dos companheiros e, quando não chegou atrasado na jogada, errou o alvo.

No fim do jogo, Geraldo também saiu aplaudido e deu lugar a Careca. Já conformado com o resultado, o São Paulo terminou o jogo com um homem a menos, já que Fernandinho sentiu a panturrilha direita e deixou o gramado.

O São Paulo volta a campo na próxima quinta-feira, quando recebe o Atlético-PR, na Arena Barueri, já que o Morumbi estará sendo preparado para a realização de shows musicais. Por sua vez, o Ceará jogará contra Atlético-GO, no Serra Dourada, no mesmo dia.

Fonte: Terra, www.terra.com.br