Chamado de burro pela primeira vez, Dorival minimiza: ‘Não me preocupo"

Técnico do Vasco foi bastante criticado por suas substituições na derrota para a Portuguesa, nesta quinta, e ouviu coro da torcida no Canindé

Apesar de ter jogado em São Paulo, o Vasco teve um bom número de torcedores no Canindé. Só que eles não gostaram nada das substituições feitas por Dorival Júnior na derrota por 2 a 0 para a Portuguesa, nesta quinta-feira. Pouco depois de o técnico sacar o volante Fillipe Soutto e colocar o atacante Edmílson, a Lusa marcou o segundo gol. Depois, já no fim, trocou Willie por Tenorio. Foi a senha para que os torcedores fizessem um coro chamando o treinador de burro.


Chamado de burro pela primeira vez, Dorival minimiza: ?Não me preocupo

Dorival confessou ter escutado, mas disse não se importar com a bronca da torcida vascaína. Esta é a primeira vez que o comandante ouve este tipo de crítica da arquibancada. Apesar da campanha irregular, ele vinha sendo poupado desde a sétima rodada, quando assumiu.

- Quando substituições não dão certo, o treinador é visado. Mas eu não me preocupado com isso. O Vasco tem de ser realista e jogar dentro das suas condições. Não posso expor a equipe em demasia. Tenho que tentar um fato novo dentro de uma partida. Perdíamos, resolvi tirar um volante que vinha bem, o Fillipe, com a colocação de mais um atacante, jogando o Marlone para dentro. Perdemos posse de bola e tomamos o gol ? ponderou Dorival.

Após a sua oitava derrota em 20 partidas neste Brasileirão, o Vasco terá pela frente duas partidas em São Januário para tentar se reabilitar. No domingo, contra o São Paulo, às 16h (horário de Brasília), e na quarta-feira, quando vai receber o Vitória.

- Nós tentamos de todo jeito e não conseguimos. Agora é levantar a cabeça e pensar na próxima partida - comentou Marlone, que falou rapidamente após o revés para a Lusa.

Fonte: GloboEsporte