Chamado de ""gordo"", Ronaldo é exaltado no Uruguai

Chamado de ""gordo"", Ronaldo é exaltado no Uruguai

Além de falar do atacante, o jornal destaca as presenças do

"Como parar Ronaldo?". "Duelo Davi x Golias". "O Dream Team corintiano". As manchetes dos principais jornais uruguaios mostram em poucas palavras o sentimento da imprensa e de todos no Uruguai em relação à estreia do Racing na Libertadores, nesta quarta-feira, diante do Corinthians, no Pacaembu. Poucas provocações e muitos elogios marcam a preparação uruguaia para enfrentar o temido time paulista.

O diário Ovación destaca as presenças dos pentacampeões Roberto Carlos e Ronaldo em campo. De acordo com o jornal, o Racing não sabe "como parar o "gordo" Ronaldo, que já marcou 24 gols em 40 partidas pelo Corinthians. O Ovación provoca ao chamar o atacante de "gordo", mas não cansa de exaltar a qualidade e o talento de Ronaldo.

Além de falar do atacante, o jornal destaca as presenças do "potente" Roberto Carlos e de Jorge Henrique ("um meia muito técnico") e fala em um esquema bastante defensivo para parar o Corinthians: dez jogadores atrás da linha do meio-campo, para truncar a partida.

Davi x Golias

O título do La Republica é claro. Para os uruguaios, a comparação entre Corinthians e Racing é injusta: os brasileiros têm um time muito superior, apesar de não ter a Libertadores em seu rol de conquistar. A obsessão brasileira pelo torneio também é explicada na matéria. Outro destaque é a má fase do Racing em solo uruguaio: derrota por 3 a 0 para o Cerrito, no último final de semana, pelo Clausura.

Entre os destaques do elenco, além dos óbvios Roberto Carlos e Ronaldo, estão Tcheco e Iarley. O La Republica lembra as passagens de Tcheco pelo Grêmio, no vice-campeonato da Libertadores de 2007, e de Iarley pelo Inter, na conquista do torneio em 2006. Jorge Henrique e Defederico também são citados pelo periódico.

O Dream Team

Expressão cunhada pelo time de basquete dos Estados Unidos nos Jogos Olímpicos de 1992, "dream team" é a breve definição do Corinthians para o jornal Ultimas Noticias. A publicação aponta o passado vitorioso de jogadores como Roberto Carlos, Ronaldo e Tcheco, e a competência do técnico Mano Menezes como as principais armas alvinegras.

O jornal lembra também que o argentino Escudero e o paraguaio Balbuena ficaram fora da lista corintiana na Libertadores, o que mostra a força do elenco de Mano Menezes. Os títulos do Paulista (invicto) e da Copa do Brasil também são trunfos que aumentam o favoritismo corintiano diante do "modesto" Racing.

Fonte: Terra, www.terra.com.br