Chance do título ficar entre Corinthians, Vasco e Bota é 91%

Matemático aponta o Fluminense como time que pode surpreender o trio

Três clubes, um troféu. A seis rodadas do fim do Campeonato Brasileiro, o número de reais candidatos ao título caiu, na visão do matemático Tristão Garcia. Corinthians, Vasco e Botafogo concentram as atenções e pintam como favoritos na reta final da competição. A chance de um dos três levantar a taça no dia 4 de dezembro é de 91%.

- Estamos entrando numa fase final, que é mais provável os times se desligarem da disputa do titulo, do que entrarem novos candidatos na disputa. O campeonato está afunilando. Só se os líderes fracassarem darão oportunidades para o pelotão de trás ? frisou Tristão.

A vitória sobre o Avaí foi suada e apertada, mas também compensadora e importante. Com o triunfo no Pacaembu, o Corinthians voltou a figurar como o principal favorito ao título brasileiro. Viu suas chances subirem de 33% para 48%, enquanto o seu principal rival, o Vasco, teve suas possibilidades de título reduzidas de 52% para 31%, segundo Tristão. O Botafogo, que derrotou o Cruzeiro no sábado, tem 12%.

- O Corinthians fez sua parte e, queira ou não, o Vasco perdeu pontos em casa. Na teoria, o Corinthians tem uma tabela um pouco melhor pela frente. Mas a tabela do Vasco pode ser analisada de duas formas. O clube só tem mais um jogo em São Januário (contra o Avaí) e tem clássicos pela frente. Por outro lado, joga quatro das últimas seis partidas no Rio de Janeiro.

A vitória fora de casa sobre o Ceará fez as chances do Fluminense subirem para 5%. Mesmo ainda distante do título, Tristão Garcia prefere não duvidar do Tricolor carioca. Ele aponta a boa campanha no segundo turno como o principal trunfo do time de Abel e vê o jogo do próximo domingo, no Beira-Rio, contra o Inter, como decisivo para as pretensões da equipe carioca.

- O Fluminense teve um resultado muito importante fora de casa, contra o Ceará. Precisa vencer o Inter para pensar em título. Se ganhar, se credencia. É um jogo-chave.

Flamengo (5º), Inter (6ª), São Paulo (7º) e Figueirense (8º) aparecem com chances remotas de conquistar o Brasileirão: 1%. As novidades são os clubes gaúcho e catarinense, que não apareciam como candidatos ao fim da última rodada. No entanto, Tristão diz que as chances de título são mínimas.

- Ter 1%, nessa altura é duro. Está muito difícil para esses times. São chances matemáticas. Tem que acontecer um verdadeiro milagre de um deles ganhar tudo, e os que estão na frente, perderem.

Classificação G4 na 32ª Rodada (Foto: ArteEsporte)

Em relação ao ano passado, uma semelhança. Após a 32ª rodada, os dois primeiros colocados estão empatados em números de pontos, com três de vantagem para o terceiro. Em 2010, Fluminense e Cruzeiro apareciam com 57 pontos, enquanto o Corinthians tinha 54. A classificação final obedeceu a mesma ordem.

Em 2009, Fla estava na mesma situação

Apesar da derrota de virada para o Grêmio e do discurso de que o objetivo é a vaga na Libertadores, um alento para os flamenguistas mais supersticiosos. Em 2009, após a rodada #32, o Flamengo estava a exatos seis pontos do líder Palmeiras. Diferença idêntica à do Rubro-Negro para o Corinthians.

- O Flamengo, em 2009, não vinha de duas goleadas (Universiad de Chile e Grêmio). Eram momentos diferentes e fez uma campanha incrível na reta final. Conquistou 16 pontos dos 18 possíveis. Uma pontuação espetacular. Mas esse ano tem o agravante dos clássicos nas últimas rodadas. Por outro lado, tem uma oportunidade, pois tem o confronto direto com o Vasco, que é um dos times a ser perseguido.



Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com