Cheio de problemas, Fla não consegue lucrar com Ronaldinho e dívida chega a R$ 430 mi

Cheio de problemas, Fla não consegue lucrar com Ronaldinho e dívida chega a R$ 430 mi

A arrecadação com patrocínio teve uma queda grande.

O Flamengo lutou para trazer Ronaldinho Gaúcho e começou a bancar, por conta própria, o salário de R$ 1,2 milhão. Se em campo todo o esforço teve como melhor resultado apenas um título do Carioca, fora dele o desempenho deixa a desejar mais. Pelo balanço divulgado pelo clube, a arrecadação em marketing e bilheteria, duas das apostas de crescimento com a chegada do craque, foi menor do que em 2010.

No total de rendimentos do futebol, o Flamengo teve maior arrecadação (mais de R$ 159 milhões contra R$ 110 milhões de 2010). Mas a grande responsável é a receita de TV. Com o novo contrato, o Rubro-Negro passou a ganhar R$ 50 milhões a mais.



Em compensação, a arrecadação com patrocínio teve uma queda grande. A diretoria planejou conseguir o maior patrocínio do Brasil e amargou oito meses sem um parceiro. O resultado da demora: R$ 7 milhões a menos do que 2010 (R$ 25 milhões). Em 2012, a situação é a mesma e o Flamengo entra no quinto mês sem patrocínio.

?Não é só Ronaldinho. Mesmo que tenha um grande jogador, tirando Neymar, os clubes têm dificuldade. Não está fácil arrumar patrocínio no mercado. Este ano já conseguimos R$ 15 milhões (BMG, Tim e Mobil) e acho que em breve vamos chegar perto da nossa projeção?, defende-se o vice de marketing, Henrique Brandão, que negocia com a Olympikus para receber mais R$ 17 milhões.

Além do patrocínio, os projetos para a venda de produtos ficaram aquém do esperado e foram alvo de críticas. Para completar, o clube arrecadou menos com a bilheteria do que em 2010.

Sem ter aproveitado o potencial do craque, o Flamengo ainda sofre para cumprir seus compromissos. Ronaldinho cobra quatro meses de salários atrasados (R$ 4,8 milhões). Nesta terça-feira, enquanto os companheiros treinavam sob forte chuva, ele foi o único a fazer academia. O desgaste é grande e a possibilidade de uma saída é cada vez maior.

Segundo balanço divulgado, o Flamengo aumentou sua dívida. O passivo chegou a R$ 976 milhões, mas o clube diz que o real é R$ 434.673.000. O valor era de R$ 384 milhões.

Apesar da dívida, o Flamengo comemora a valorização patrimonial. De R$ 100 milhões negativos, o clube passou a ter R$ 145 milhões, graças às obras no CT do Ninho do Urubu e à venda do Morro da Viúva para o grupo de Eike Batista.

Fonte: O Dia Online