Chelsea não tem dificuldade para bater o Monterrey e vai fazer final com Corinthians

Chelsea não tem dificuldade para bater o Monterrey e vai fazer final com Corinthians

O Chelsea venceu o Monterrey por 3 a 1.

A decisão que todos esperavam no Mundial de Clubes se tornou oficial na noite desta quinta-feira em Yokohama, no Japão, quando o Chelsea bateu o Monterrey por 3 a 1. Sob olhares de Tite nas tribunas, os campeões da Europa pouparam energias, mas mostraram um futebol eficiente e consumaram com facilidade a final com o Corinthians no próximo domingo.

Os ingleses sufocaram os adversários mexicanos logo no começo do jogo e diminuíram o ritmo depois do gol do espanhol Juan Mata aos 17min do primeiro tempo. Na etapa final, gols de Fernando Torres e outro contra de Darvin Chavez no princípio fizeram os europeus se pouparem novamente. Por fim, Rafa Benítez se deu não luxo de poupar Ramires e Frank Lampard no banco de reservas (o meia inglês entrou no fim).







Com 8 graus, uma torcida de maioria japonesa acompanhou comportada a semifinal que teve o Chelsea no comando desde o primeiro minuto.

Tite apareceu nas tribunas do Nissan Stadium já com a partida em andamento e perdeu o belo lançamento de David Luiz para Eden Hazard, na primeira chance clara dos ingleses na partida.





Com Cahill e Ivanovic no centro da defesa, o técnico Rafa Benítez apostou em David Luiz no meio-campo. O brasileiro tabelou com Oscar de cara e mostrou que seria um dos comandantes das ações criativas. No minuto seguinte colocou Hazard na cara do gol, mas o belga desperdiçou a oportunidade na frente de Orozco.

O Chelsea seguiu controlando a posse de bola e empurrou o Monterrey em seu campo de defesa. Nesta configuração de jogo, o gol não demorou a sair.





Mata colocou o Chelsea em vantagem aos 17min, finalizando uma bela jogada coletiva do ataque inglês. No lance, Oscar acionou Ashley Cole de calcanhar, e o lateral cruzou para o arremate do meia espanhol.

Em vantagem os campeões da Europa diminuíram o ritmo e cederam posse de bola aos mexicanos. O Monterrey então tentou atacar a área inglesa pelo alto, mas sem eficiência.

No segundo tempo o Chelsea ampliou com Torres aos 18 segundos, após jogada de Hazard na ponta direita. Apenas dois minutos depois, os ingleses praticamente selaram o triunfo quando o mexicano Chavez desviou contra o próprio gol após um toque cruzado de Mata.

Nos acréscimos, o time mexicano conseguiu diminuir a diferença no placar com o atacante De Nigris, que bateu forte, sem chances para Cech.

A decisão do Mundial de Clubes acontece neste domingo, às 8h30 (horário de Brasília), em nova partida do estádio de Yokohama. O Corinthians tenta o segundo título na competição da Fifa, enquanto que o Chelsea tenta o seu primeiro troféu de melhor do planeta.

Fonte: UOL