Chelsea vence Wigan e conta com boa estreia do brasileiro Oscar

Chelsea vence Wigan e conta com boa estreia do brasileiro Oscar

Meia fica apenas 30 minutos em campo, mas quase marca

Foram apenas 30 minutos em campo. Mas já deu para o torcedor do Chelsea começar a entender por que o clube pagou 25 milhões de libras (R$ 79,2 milhões) por Oscar. O ex-jogador do Internacional estreou neste domingo pelo campeão europeu e deixou boa impressão na vitória de 2 a 0 sobre o Wigan, fora de casa, pela primeira rodada do Campeonato Inglês.

O novo dono da camisa 11 deixada por Didier Drogba começou no banco, entrou aos 18 do segundo tempo (o jogo acabou aos 48), quase balançou a rede em seu primeiro lance e deu um belo toque de calcanhar. O suficiente para empolgar a torcida do Chelsea, que já vencia a partida com gols de Ivanovic e Lampard nos primeiros sete minutos de jogo.

O volante Ramires ficou fora da relação do técnico Roberto di Matteo por causa de um mal-estar. O único brasileiro titular do Chelsea na estreia da Premier League foi o zagueiro David Luiz, que ficou em campo os 90 minutos e levou um cartão amarelo.

No primeiro tempo, o destaque dos campeões europeus foi o também recém-contratado Hazard. O belga (ex-Lille, da França) formou o ataque ao lado do espanhol Fernando Torres e logo aos 2 minutos deu o passe para Ivanovic abrir o placar em um rápido contra-ataque. Cinco minutos depois, Hazard entrou na área e foi derrubado. Pênalti. Frank Lampard cobrou e marcou o segundo dos visitantes no DW Stadium.

Na etapa final, a melhor chance de gol do Chelsea aconteceu aos 18, quando Torres entrou cara a cara com o goleiro Al Habsi e tocou na saída dele, mas o zagueiro Ramis conseguiu cortar em cima da linha.

Aos 18, Di Matteo tirou Hazard e promoveu a estreia de Oscar. Logo no primeiro lance com a bola, o brasileiro quase fez o terceiro do Chelsea. O camisa 11 arrancou pela direita, ganhou de Ramis na corrida e bateu cruzado, perto da trave direita de Al Habsi. Logo em seguida, o ex-meia do Inter chamou a atenção novamente ao dar um belo toque de calcanhar para Ivanovic no ataque, mas o cruzamento acabou não levando perigo para o Wigan.

Já aos 39, o Wigan teve grande oportunidade de diminuir o placar. Koné, principal reforço da equipe na temporada, entrou pela esquerda e cruzou para Gomez, que acertou um belo voleio e mandou a bola rente ao travessão do goleiro Cech.

Oscar voltou a aparecer bem aos 43, com um lindo toque por cima da zaga do Wigan novamente para Ivanovic, mas a zaga conseguiu cortar e evitar o ataque dos Blues dentro da área.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com