Chile derrota Argentina nos pênaltis e é campeão da Copa América

O Chile venceu a Argentina nos pênaltins com placar de 4 a 1

Após um jogo tenso e dramático com um empate em 0 a 0, o Chile derrota a Argentina nos pênaltis e consegue o primeiro título de campão da Copa América, em jogo realizado neste sábado(04) no Estádio Nacional, em Santiago.

O placar nos pênaltins foi de 4 a 1, onde o Chile teve os gols convertidos por Matias Fernández, Vidal, Aránguiz e Alexis Sánchez e do lado Argentino somente Lionel Messi conseguiu marcar, e Higuain e Banega desperdiçaram a oportunidade.

O Chile espantou o suposto medo do adversário que venceu por 6 a 1 o Paraguai nas semifinais e mostrou um bom ritmo logo no início da partida conseguindo logo nos 15 minutos de jogo ter 70% de posse de bola.

A Argentina demorou entrar no jogo, mas aos 19 minutos Messi cobra uma falta, Agüero se antecipou à defesa e completou de cabeça para Bravo salvar o Chile.

Os comandados de Sampaoli levaram perigo novamente aos 22, aproveitando a avenida deixada por Rojo em suas costas para lançar Vargas na direita. O goleador da Copa América entrou em diagonal, mas, na hora de finalizar, mandou por cima.

Faltava pontaria ao Chile. Faltava sorte à Argentina.

Aos 28, Di María sentiu lesão e deixou mais cedo o gramado para entrada de Lavezzi. O meia-atacante do Manchester United já havia ficado de fora da final do último Mundial por problemas físicos.

Antes da ida para o intervalo, Vidal de um lado e Lavezzi do outro ainda receberam dentro da área, mas foram bloqueados ao finalizar. Sobraram chances de gol para os dois times no primeiro tempo.

Mesmo sem o brilho das semifinais, Messi teve participação importante nos 45 minutos iniciais ao arrancar cartões amarelos para Medel e Marcelo Díaz, dois dos três zagueiros chilenos.

O Chile manteve a pressão na volta dos vestiários.

O domínio da Roja era diferente, no entanto. Não se fazia sentir pela intensidade, mas pela posse de bola. O ritmo em campo foi outro no segundo tempo.

A oportunidade mais clara, e talvez a melhor da partida, saiu apenas aos 38 minutos, em lançamento de Aránguiz para Sánchez, que recebeu na área e girou batendo de primeira, arrancando o grito de gol no Estádio Nacional.

O troco argentino veio em seguida: em contra-ataque puxado por Messi no último lance da etapa final, aos 46, Lavezzi foi acionado na esquerda e cruzou para a entrada de Higuain do lado direita. O centroavante chegou a completar, mas ela ficou na rede do lado de fora. Alívio geral entre os chilenos.

Os anfitriões estavam mais inteiros e mostraram isso na prorrogação.

Marcelo Díaz, em chute por cima, e Sánchez, aproveitando furada de Mascherano, ameaçaram na primeira parte. O nervosismo tomou conta na segunda e o duelo acabou sendo decidido nos pênaltis, mesmo. 

O público foi de 45.693 mil pessoas em Santiago. É o primeiro troféu da história do time comandado por Jorge Sampaoli.

Com o resultado, XX assegurou ainda lugar na próxima Copa das Confederações, na Rússia, em 2017.


Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Epn