China ajudará o Brasil a organizar Olimpíada de 2016

Como forma de estreitar parcerias, o Brasil também deve se dispor a oferecer ao governo chinês oportunidades

O governo chinês, responsável pela organização dos Jogos Olímpicos de Pequim em 2008, se comprometeu nesta quinta-feira a oferecer uma espécie de consultoria para que o Brasil possa estar apto a sediar de forma adequada as Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro. O compromisso chinês faz parte do Plano de Ação Conjunta (PAC) assinado pelos presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Hu Jintao em Brasília.

"Brasil e China concordam em promover a cooperação no campo dos esportes, a fim de fortalecer os esportes olímpicos no Brasil e na China, bem como em acumular experiência na organização de eventos esportivos de grande escala", diz o documento.

"Considerando a eleição do Rio de Janeiro para sediar os Jogos Olímpicos de 2016 e a experiência adquirida pela China ao sediar os Jogos Olímpicos de 2008, as partes decidem estabelecer um grupo de trabalho, sob a Subcomissão Cultural, para cuidar de assuntos relacionados a esportes", afirma o plano de intenções dos dois governos.

Como forma de estreitar parcerias, o Brasil também deve se dispor a oferecer ao governo chinês oportunidades para a abertura de centros de treinamento de futebol brasileiro na China. A disposição para o intercâmbio comercial prevê até a hipótese de realização de uma partida amistosa entre as seleções brasileira e chinesa. A data da partida não está marcada, mas poderia ser realizada entre 1º de maio e 31 de outubro durante a realização da Expo Xangai 2010.

Fonte: Terra