Cielo bate marca de Gustavo nos 100m livre

Brasileiro, que ficara abatido em Irvine após levar o bronze, mostra reação no José Finkel, avança às semis com 46s62 e se espanta com seu tempo.

O Pan-Pacífico já faz parte do passado. Pouco mais de um mês após conquistar a medalha de bronze e ficar abatido com o resultado obtido na competição em Irvine, o brasileiro Cesar Cielo voltou a sorrir na prova dos 100m livre. Nesta quinta-feira, durante a disputa do Troféu José Finkel, no Parque Aquático Maria Lenk, no Rio de Janeiro, o recordista mundial foi o mais rápido das eliminatórias com o melhor tempo da carreira em piscina curta (46s62; antes, era 47s00, de 2007).



Com isso, ele também estabeleceu novo recorde do campeonato (o anterior era 47s14, de Gustavo Borges, em 98). As semifinais serão realizadas na manhã desta sexta-feira com transmissão ao vivo do SporTV. Logo após a prova, ele admitiu ter ficado surpreso com o seu próprio tempo, já que não estava colocando tanta expectativa.

- Eu até falei para o Marcão (Marcos Veiga, seu técnico no Flamengo): "Vou tentar nadar sem muita emoção, sem colocar muito sentimento na prova". E era uma prova que eu queria pular na água e deixar rolar. Achei que tinha feito 48s, porque a sensação era essa. Mas foi o melhor tempo da minha vida, e eu ainda consegui dar uma boa relaxada no final. Agora, é encaixar essa prova para a final e tentar, quem sabe, chegar perto de 46s baixo, porque, depois de hoje, acho que é possível.

Marcelo Chierighini faz índice para o Mundial de Dubai

Com Cielo já garantido no Mundial nos 100m livre, a outra vaga do Brasil na competição, que será disputada em Dubai, por enquanto, é de Marcelo Chierighini. O nadador fez 47s41 e, até o momento, tira as chances de André Daudt, que já tinha o tempo de 47s78 antes do José Finkel. A terceira melhor marca das eliminatórias desta quinta foi de Nicolas Oliveira, que registrou 47s82.

- Fazer este tempo eu não esperava não. Mas já estava na minha cabeça que eu ia dar o máximo nas eliminatórias para tentar garantir a vaga no revezamento 4x100m livre e na prova individual dos 100m livre. Gostei bastante, já fiz o meu, e agora é com eles - afirmou Chierighini após a prova.

Nas eliminatórias femininas dos 100m livres, os tempos foram mais equilibrados. Tatiana Lemos foi a mais rápida, com 54s52. Evelyn Verraszto veio logo atrás, com 54s55, e Daiane Becker marcou o terceiro tempo, com 54s59.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com