Cielo leva "sustinho" com recorde errado e admite indisposição

Cielo leva "sustinho" com recorde errado e admite indisposição

No Centro Aquático Scotiabank, ele viu Brett Fraser nadar a primeira bateria e quebrar seu recorde

O nadador brasileiro César Cielo levou um pequeno susto nesta quinta-feira, antes de entrar na água na qualificação para os 50 m livre. No Centro Aquático Scotiabank, ele viu Brett Fraser nadar a primeira bateria e quebrar seu recorde pan-americano, que até então era 21s84. A marca de 21s42 do rival, no entanto, foi cancelada por um erro de cronometragem, o que deixou o atleta mais acordado para a prova.

"Na hora que saiu no placar a gente já viu que estava errado. Nem esquentei muito a cabeça, mas serviu para dar uma acordada. Mesmo sabendo que estava errado, deu um sustinho, sim", apontou Cielo, que saiu da água fazendo piada com a delegação técnica da Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) sobre o suposto recorde. "Se ele está nadando para 21s, então eu quero nadar para 19s", disse, aos risos.

O susto foi maior para Bruno Fratus, que teve bom desempenho, mas, por alguns minutos, achou que estava bem pior em relação aos rivais. Quando Cielo pulou na água, o erro já havia sido corrigido. "Alguns problemas de competição sempre tem, mas se tem para um, tem para todos, então não tem muito do que reclamar. O negócio é entrar na piscina e fazer o melhor", disse o recordista pan-americano e mundial dos 50 m livre.

César Cielo ainda admitiu que não está em sua melhor forma nesta quinta-feira. "Acordei de manhã meio indisposto mesmo, estou meio travado. Vamos ver de noite se volto um pouco melhor", disse, esperançoso por conquistar sua terceira medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara - venceu também nos 100 m livre e no revezamento 4x100 m.

Fonte: Terra