Cielo não esconde que quer ficar no Brasil, mas pede melhorias urgentes

"Não temos uma piscina coberta de 50m decente. Chega a ser vergonhoso", diz o nadador do Fla

Depois do show no Mundial de piscina curta, em Dubai, Cesar Cielo só quer descansar. A temporada 2011 já está aí, mas a única coisa que o campeão dos 50m e 100m livre tem certeza é de que agora vai curtir 11 dias de férias. No dia 3 de janeiro, ele recomeçará os treinamentos. Só não sabe onde. O nadador não esconde a vontade de permanecer no Brasil. Mas, para isso acontecer, é preciso melhorias urgentes na qualidade dos locais para treinamento.

- Eu acho que aqui está melhor do que lá fora. Vários nadadores que estão ganhando medalhas estão trabalhando aqui. Temos um recurso humano fortíssimo, nossos treinadores são ótimos, mas precisamos melhorar em estrutura. Temos apenas duas piscinas em condições hoje, que são a do Júlio Delamare e o Maria Lenk (no Rio de Janeiro). Não temos uma piscina coberta de 50 metros decente para trabalhar. Isso chega até a ser vergonhoso ? afirmou o nadador, que concedeu entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira.

Não temos uma piscina de 50 metros aquecida boa para treinar. Isso chega a ser vergonhoso. Nós atletas estamos fazendo a nossa parte. Os outros que façam o resto"

Cesar Cielo

Cielo diz que, em algumas competições, chega a passar por situações embaraçosas por causa da falta de qualidade das piscinas existentes.

- Em um torneio desse ano, eu nadei dois segundos acima do recorde mundial. E o repórter veio me perguntar a razão disso. Cara, a piscina em que eu nadei parecia um tanque. Mas o torcedor que está vendo pela TV não sabe disso. A natação brasileira está em franca evolução desde 2007. Desde o Pan do Rio, os resultados estão aparecendo. Nós nadadores estamos fazendo a nossa parte, agora os outros que façam o resto ? ressaltou.



Cielo quer definir tudo até janeiro. Tanto o local de treinamento como quem será o seu novo treinador.

- Hoje, penso em ficar no Brasil por ficar perto da família, dos amigos, dos meus patrocinadores e da segurança técnica que posso encontrar. Minha opção para o resto do ciclo olímpico é não tentar nada novo. Vou ficar em um lugar que já conheço e trabalhar com um técnico que já me conhece. Faltam três semestres até a Olimpíada e sei que eu não posso errar. O que está definido é que eu começo nadando aqui no Brasil em 2011 e fico até o Carnaval. Quando o pessoal sair para a folia, eu vou embora atrás de concentração ? brincou.

Independentemente de onde treinar e de quem será o seu comandante, Cielo quer continuar no Flamengo. Seu contrato com o clube da Gávea termina agora em dezembro e, nos próximos dias, ele deverá conversar com a presidente Patrícia Amorim.

- Eu quero continuar no Flamengo. Não quero ficar pulando de clube em clube. Só não posso garantir que vou ficar porque ainda não conversei com ninguém. Tenho uma relação ótima com a Patrícia, tudo que eu peço, eles me atendem. Eu quero estar no Flamengo até o final do ciclo olímpico. Fiquei em São Paulo porque estava trabalhando com o Marcelo e com o Nicholas no revezamento - concluiu.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com