Colo Colo demonstra interesse em repatriar Valdivia após sequestro

Mulher teria pedido para não morar mais em São Paulo após o sequestro


Colo Colo demonstra interesse em repatriar Valdivia após sequestro
A notícia de que Valdivia está no Chile para descansar depois de sofrer um sequestro relâmpago em São Paulo movimentou a sexta-feira no Colo Colo, clube que revelou o camisa 10 do Palmeiras. Como a mulher Daniela declarou publicamente que não quer seguir morando em São Paulo, o clube chileno afirmou que o retorno do jogador seria prioridade se o mesmo desejar voltar ao país.

"Seria espetacular se decide voltar pensando em tudo o que aconteceu com ele em São Paulo. Não sabemos se vai voltar ao Chile ou tem interesse. Se voltar obviamente gostaríamos de te-lo aqui. É um grande jogador, que chegou ao clube aos 10 ou 11 anos e seria prioridade para que venha", declarou o gerente Juan Gutierréz.

Segundo informações da Polícia Militar, o atleta e a mulher foram rendidos por homens armados por volta das 21h (de Brasília) de quinta-feira em um shopping localizado na Avenida Sumaré. O jogador telefonou para as autoridades duas horas depois, após ser largado na Avenida Marquês de São Vicente, na zona oeste de São Paulo, sem ter sofrido ferimentos.

Como a mulher Daniela ficou abalada com o ocorrido, Valdivia solicitou a diretoria do clube paulista para passar o final de semana no Chile e teve o pedido atendido. Assim, o jogador desfalca o Palmeiras no duelo de sábado contra o Atlético-MG, às 21h (de Brasília), no Estádio do Pacaembu.

Desde que voltou ao Palmeiras em 2010, Valdivia tem convivido com lesões e suspensões e não conseguiu repetir o futebol que o consagrou ídolo na primeira passagem, em que ajudou a conquistar o Campeonato Paulista de 2008, último título do clube.

Fonte: Terra, www.terra.com.br