Com Adriano e Douglas, reservas do Corinthians superam o São Caetano; veja

Com Adriano e Douglas, reservas do Corinthians superam o São Caetano; veja

Willian celebra gol que encerrou seu jejum pessoal de quatro meses

Com Adriano e Douglas desde o início, um time corintiano inteiramente reserva venceu o São Caetano por 1 a 0, neste sábado, no Anacleto Campanella. Com a primeira etapa prejudicada pelo calor e um segundo tempo mais intenso, o Corinthians levou a melhor graças a Willian, que não marcava havia quatro meses, e fez o único gol do jogo com assistência de Douglas.

A vitória mantém o Corinthians na frente, agora com 21 pontos e empatado com o Palmeiras, líder graças ao saldo de gols. O São Caetano, derrotado dentro de casa, continua com 11 pontos e ainda distante do grupo de oito times classificados.

Adriano e Douglas, ambos distante das condições físicas ideais, foram substituídos respectivamente aos 29min e aos 24min da etapa final. Entre os corintianos, destaque ainda para o peruano Luis Ramírez, personagem de boa parte das jogadas de ataque do Corinthians durante o jogo.

Douglas dá assistência para gol da vitória

Com 12 jogadores poupados e inclusive Alex, reserva contra o Deportivo Táchira, o Corinthians de Tite buscou resultado contra o São Caetano com equipe de pouco entrosamento e várias novidades. A começar por Adriano, que estreou em jogos oficiais na temporada e foi titular pela primeira vez após 13 meses. Também teve Douglas em seu segundo jogo e os jovens Marquinhos e Gomes, campeões da Copa São Paulo.

O São Caetano recebeu o Corinthians com o desfalque de Moradei, que pertence aos corintianos e por isso não atuou. Com o meio-campo reforçado por três volantes marcadores (Augusto Recife, Anselmo e Marcone), o time da casa mais marcou que jogou, o que contribuiu para uma partida pouco vistosa.

Prejudicado também pelo sol muito forte, o primeiro tempo teve poucos lances dignos de registro. Adriano, personagem da partida, teve a bola à feição em dois momentos: no primeiro deles furou e no segundo errou conclusão de cabeça. A melhor chance corintiana foi com Ramírez, que atuou aberto à direita. Aos 15min, ele recebeu cruzamento de Ramon e quase fez em mergulho na área.

Com mais determinação e temperatura mais amena, o Corinthians iniciou a etapa complementar em ritmo intenso, mais próximo das características da equipe titular. Ramírez teve boa chance logo no reinício ao recolher bola na área e finalizar firme, mas na marcação. O São Caetano, sem chegar à frente, mudou sua dupla de ataque. Saíram Geovane e Betinho para as entradas do meia Aílton e de Pedro Júnior, ex-Grêmio.

Vítor Júnior se preparava para entrar, mas Douglas, que seria substituído, teve seu primeiro grande momento no retorno ao Corinthians. Mesmo mal na partida, acertou passe perfeito para Willian finalizar diante de Luiz e deixar os corintianos em vantagem aos 18min. O atacante encerrou jejum superior a quatro meses, já que não marcava desde 9 de outubro, contra o Atlético-GO.

O gol corintiano fez o São Caetano se soltar e até pedir pênalti em lance aparentemente legal na área defendida por Danilo Fernandes. O Corinthians teve a chance de ampliar em mais duas ocasiões, ambas com Ramírez, mas confirmou sua sexta vitória em oito jogos e manteve a invencibilidade da temporada.

Fonte: Terra, www.terra.com.br