Com "aproveitamento de campeão", Palmeiras inicia decisões em agosto

Time de Felipão tem nove jogos no mês e promete dar igual atenção a Brasileirão e Sul-Americana.

O Palmeiras inicia, nesta segunda-feira, um mês de agosto com agenda cheia. Pelos próximos 31 dias, o Verdão terá de encarar uma maratona de nove jogos entre Campeonato Brasileiro e Copa Sul-Americana. Satisfeito com o elenco que tem em mãos, o técnico Luiz Felipe Scolari terá de colocá-lo à prova neste mês que deve definir as pretensões da equipe até o fim da temporada. A corrida começa na quarta-feira, no Couto Pereira, diante do Coritiba.



A lição das eliminações do ano passado está bem viva na memória. Por isso, o Palmeiras tratou de arrancar bem no Campeonato Brasileiro. Com 25 pontos em 13 jogos, o time está muito próximo da meta proposta por Luiz Felipe Scolari, que propõe uma média de dois pontos por jogo e classifica o aproveitamento de 64% como próximo de um "campeão". O time completou um terço de campeonato após a vitória por 3 a 2 sobre o Atlético-MG, sábado, no Canindé.

"Fizemos o jogo número 13, que representa 33% da pontuação. No meu entender, continuando com essa pontuação, temos grandes chances de estar em primeiro ou segundo. Com 75 pontos, a equipe é campeã. Temos de continuar esse trabalho para ver se conseguimos manter a sequência de pontos. Aí, vamos ver no que vai dar", destacou Felipão.

Ao contrário de 2010, quando o Palmeiras ficou pelo caminho no Brasileirão e se dedicou integralmente à Sul-Americana, Felipão promete tratar as duas competições da mesma forma. Pelo torneio internacional, o time estreia no dia 11, contra o Vasco, em São Januário. No ano passado, a estratégia de focar em um só campeonato não teve sucesso: o Verdão foi eliminado de forma surpreendente nas semifinais, perdendo em casa para o Goiás. Para se garantir na Taça Libertadores de 2012, o Palmeiras vai atacar nas duas frentes.

"Vou me dedicar na Sul-Americana, sim, nessa temporada temos alguns jogadores a mais e um elenco mais encorpado. E tenho outra coisa que não tinha naquela época: conhecimento total do grupo. Agora sei onde posso colocar um, improvisar outro... Nossa ideia é seguir bem no Campeonato Brasileiro e também focar na Sul-Americana. Afinal, hoje temos um padrão melhor e jogadores reservas que mantêm aquilo que os titulares vêm fazendo. Se focar uma só competição, perdemos dois, três jogos e estamos fora", explicou Felipão.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com