Com bronze, Brasil se despede e fecha canoagem pior que 2007

Esta foi a quarta medalha que o esporte deu ao Brasil no México.

Medalhistas de bronze no K4 1.000 m no Pan-Americano de Guadalajara, os irmãos Gilvan e Givago Ribeiro repetiram o resultado no K2 200 m neste domingo. Foi a última prova de canoagem na competição, sendo que o Brasil se despede da modalidade com um resultado bem inferior na comparação com o dos Jogos do Rio de Janeiro 2007.

Esta foi a quarta medalha que o esporte deu ao Brasil no México, com ainda duas pratas e mais um bronze. O resultado pode ser considerado uma decepção, visto que o objetivo da equipe nacional era superar o desempenho do Pan de 2007, quando foram conquistados um ouro, duas pratas e três bronzes. Na chance final do País de conseguir um título na modalidade, os irmãos Ribeiro marcaram 32s902 e comemoraram muito, como se tivessem vencido a prova organizada na Pista de Remo e Canoagem de Ciudad Guzmán, sub-sede do Pan. Eles ficaram muito próximos dos líderes, os canadenses Ryan Paul Cochrane e Hugues Fournel, que percorrem os 200 m sobre o caiaque em 32s375, e dos segundo colocados, os argentinos Miguel Correa e Ruben Voizard Resola (32s494).

Fonte: Terra