Com desfalques importantes, Cruzeiro recebe o Cerro Porteño pelas oitavas

Sem Dagoberto e Ricardo Goulart, time celeste faz a primeira partida do mata-mata da Libertadores, no Mineirão, nesta quarta-feira, às 22h (de Brasíli

Com moral ainda mais elevado pela conquista do Campeonato Mineiro, após a classificação para as oitavas de final da Taça Libertadores obtida sob muita pressão, o Cruzeiro começa, em casa, diante do Cerro Porteño-PAR, a batalha por uma vaga nas quartas de final da competição continental. A partida será nesta quarta-feira, às 22h (de Brasília), no Mineirão.

Por ter terminado a fase de grupos em segundo na chave, a Raposa tem a missão de fazer um bom resultado em casa para seguir com mais tranquilidade para solo paraguaio, onde ocorre o jogo de volta no próximo dia 30, no estádio General Pablo Rojas. Porém, no último treino antes da partida desta quarta, Marcelo Oliveira foi surpreendido com o veto de dois titulares importantes de seu ataque: Ricardo Goulart e Dagoberto estão lesionados. Os desfalques podem obrigá-lo a alterar o posicionamento de alguns jogadores em seu campo de ataque.

Mas mesmo com os problemas, o discurso na Toca da Raposa II é de que a equipe tirou lições das dificuldades enfrentadas anteriormente, e mesmo em casa tentará exibir um futebol com mais equilíbrio entre defesa e ataque.

O Cerro Porteño não esconde que um empate seria um excelente resultado no Mineirão. Comandado por Chiqui Arce, lateral que fez história no futebol brasileiro nos anos 1990, com as camisas de Grêmio e Palmeiras, o time paraguaio tem estilo ofensivo. Os destaques do time são o meia Júlio dos Santos e o atacante espanhol Daniel Guiza, que já defendeu a seleção de seu país, inclusive na disputa da Eurocopa de 2008, quando a Fúria se sagrou campeã.

Arce se revelou um profundo conhecedor do Cruzeiro e do futebol brasileiro. O treinador não comemorou a ausência de Dagoberto por considerar Willian um dos principais jogadores do elenco azul e também fez vários elogios ao lateral Mayke, reserva do time.

A arbitragem da partida ficará por conta do uruguaio Daniel Fedorczuk, que será auxiliado por seus compatriotas Carlos Pastorino e Gabriel Popovitz.

Fonte: GloboEsporte