Com dificuldade, Internazionale derrota o CSKA

Com dificuldade, Internazionale derrota o CSKA

O Inter fez as honras da casa e partiu para cima do CSKA Moscou.

Com um gol salvador do argentino Diego Milito, no segundo tempo, o Internazionale venceu o CSKA Moscou por 1 a 0, nesta quarta-feira, em Milão, na primeira partida pelas quartas de final da Liga dos Campeões. As equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, em Moscou. O time italiano joga por em empate para garantir a vaga na próxima fase.

O Inter fez as honras da casa e partiu para cima do CSKA Moscou. A vontade de abrir logo o placar, criou ansiedade nos atacantes da equipe italiana, que passaram a errar na hora de concluir. Eto"o foi o jogador mais acionado e, dos seus pés, surgiram duas oportunidades. Porém, em ambas as vezes, o goleiro Akinfeev teve mais sorte.

Já o CSKA se limitou a responder por intermédio dos contra-ataques, mas também faltou ao time russo, a competência na hora de arrematar para o gol de Julio César. A Inter, com dificuldade de chegar ao gol, desanimou e as jogadas ofensivas ficaram mais raras.

Quando o jogo estava morno, Eto"o recebeu uma bola na área, driblou um defensor e bateu com violência para o gol, mas a bola saiu tirando tinta da trave. Mesmo com esse lance, que quebrou a monotonia, os primeiros 45 minutos terminaram sem gol.

E o panorama não foi alterado no início da segunda etapa. Somente aos 15 minutos, uma grande chance de gol. E foi do Inter. Cambiasso dominou uma bola na entrada da área e serviu a Stakovic que, livre de marcação, bateu fraco para a defesa do goleiro russo.

O lance animou um pouco os donos da casa, que aumentaram o seu poder ofensivo. E outra chance surgiu. Pandev, da entrada da área, acertou um belo chute colocado, mas Akinfeev defendeu. Na sequência, Eto"o arriscou de longe e o goleiro russo foi no cantinho direito para defender.

Porém, esses lances ajudaram a amadurecer o gol do Inter. Aos 20 minutos, Diego Milito bateu colocado e, dessa vez, Akinfeev não chegou a tempo para fazer a defesa. Melhor para a equipe italiana, que cresceu em campo e passou a dominar o confronto.

E até o apito final, só deu Internazionale. Porém, os seus atacantes não estavam inspirados e o primeiro embate entre italianos e russos, pelas quartas de final da Liga dos Campeões, terminou na vitória simples dos donos da casa.

Fonte: Globo Esporte, www.globoesporte.com