PSG marca nos acréscimos e empata com Barcelona por 2 a 2

PSG marca nos acréscimos e empata com Barcelona por 2 a 2

No primeiro tempo o Barcelona até conseguiu impor seu estilo de jogo

Paris Saint-Germain e Barcelona fizeram um jogo digno de seus elencos milionários, nesta terça-feira, pela Liga dos Campeões. O time espanhol ficou na frente no placar duas vezes, mas a equipe francesa contou com um gol ilegal e uma falha do goleiro Victor Valdés para empatar por 2 a 2, nos acréscimos. O resultado dá pequena vantagem para o Barça, que poderá empatar em casa por 0 a 0 ou 1 a 1 para se classificar. Já o time parisiense terá que vencer ou empatar por 3 a 3 pelo menos.



No primeiro tempo o Barcelona até conseguiu impor seu estilo de jogo, tentando controlar a posse de bola e ditar o ritmo da partida. Mas quando conseguiu atacar, o PSG foi mais objetivo e contundente, sempre criando oportunidades de gol, principalmente pela velocidade de Lavezzi e Lucas. A melhor chance veio já aos 5min, quando Lavezzi aplicou um belo corte dentro da área e viu Busquests chegar por trás e chutar a bola na própria trave.



O goleiro Valdés continuou tomando sustos do PSG, como no chute de Pastore aos 15min e na cobrança de falta de Ibrahimovic, aos 19min. Porém, aos poucos o Barcelona também incomodou o goleiro Sirigu, como em uma finalização de Iniesta, que foi para fora, perto do gol.

O primeiro tempo parecia caminhar para ficar no 0 a 0, mas o principal astro do jogo, Lionel Messi, resolveu aparecer: Daniel Alves acertou um passe sensacional de três dedos e deixou o argentino de frente para o gol. Sozinho, ele foi fatal, como sempre: chutou cruzado de esquerda e abriu o placar.



Messi ainda poderia ter marcado outro gol após driblar Thiago Silva e chutar de fora da área. Porém, no vestiário ele sentiu dores na coxa esquerda e teve que ser substituído por Cesc Fàbregas. Mesmo sem o craque, o Barcelona continuou a dominar a partida, enquanto o PSG mostrou que ficou abatido com o gol sofrido no final do primeiro tempo. Já aos 6min, Busquests chutou bem e poderia ter marcado o segundo gol, mas Sirigu defendeu.

O técnico Carlo Ancelotti tentou mudar o andamento do jogo com as entradas de Menez e Verratti, mas o Barcelona seguiu concentrado e esfriou a partida enquanto pôde. O time francês só voltou a criar em um lance de bola parada. Após cobrança de escanteio, Ibrahimovic recebeu o rebote. De frente para Valdés, mais uma vez prevaleceu a qualidade do goleiro espanhol, em lance que gerou reclamações, já que o sueco só tinha posição legal porque dois atletas do Barcelona ficaram caídos na pequena área.



Apenas dois minutos depois dessa polêmica, um gol ilegal trouxe o empate para o PSG: após cobrança de falta intermediária, Thiago Silva cabeceou a bola na trave, e o rebote sobrou para Ibrahimovic, que tocou para o fundo do gol. O juiz e seus assistentes ignoraram a posição ilegal do sueco.



Foi então que vieram as emoções dos minutos finais, graças aos goleiros dos times. Primeiro foi Sirigu que errou ao tentar tirar a bola dos pés de Alexis Sánchez. Ele cometeu pênalti, que foi convertido com sucesso por Xavi. Motivado pela torcida, o PSG não ficou abatido, buscou o empate e conseguiu por causa do vacilo de Valdés: Matuidi arriscou um chute rasteiro de fora da área, mas o goleiroaceitou a bola e determinou o placar final.



Fonte: Terra