Com gol de Neymar no fim, Brasil vence Argentina de virada e "salva" Mano Menezes

Com gol de Neymar no fim, Brasil vence Argentina de virada e "salva" Mano Menezes

Após vitória no sufoco contra África do Sul, o Brasil até goleou a China por 8 a 0, mas o jogo desta quarta mostrou que Mano continua sob pressão

Seleção Brasileira não jogou bem, tomou um susto no primeiro tempo e até foi vaiada pela torcida presente no Estádio Serra Dourada, em Goiânia. Mas no final conseguiu vencer a Argentina por 2 a 1, de virada, pelo Superclássico das Américas, nesta quarta-feira. Neymar foi quem "salvou" o treinador Mano Menezes da pressão, com um gol de pênalti, convertido aos 48min do segundo tempo. Dessa forma, o Brasil vai ter a vantagem do empate no jogo de volta, que será na casa dos argentinos, no dia 3 de outubro.

Após vitória no sufoco contra África do Sul, o Brasil até goleou a China por 8 a 0, mas o jogo desta quarta mostrou que Mano continua sob pressão como treinador da Seleção. Ele viu a torcida apoiar o público no começo, mas no segundo tempo teve que aguentar vaias, pedidos para que Felipão retorne e até o já tradicional "adeus, Mano". Isso só foi aliviado no fim, já que o gol de Neymar fez o público trocar as vaias pela festa.

Em campo, mais uma vez a Seleção Brasileira enfrentou um adversário que jogou recuado desde os primeiros minutos. A Argentina ficou atrás e esperou o Brasil atacar. Mas o time de Mano Menezes pouco fez no começo, sequer assustou o goleiro Ustari e acabou sofrendo o pior susto: aos 19min, na primeira vez que chegou ao ataque, a Argentina abriu o placar com Martínez, do Corinthians. Ele tabelou com Clemente Rodríguez e chutou forte para balançar a rede.

Porém, isso não mudou o andamento do jogo. O Brasil continuou a ter mais posse de bola e logo conquistou o empate: aos 25min, após cobrança de falta de Neymar, Paulinho cabeceou para o gol. O volante do Corinthians estava impedido, mas a arbitragem nada marcou e os brasileiros festejaram. E apesar de continuarem pressionando, não conseguiram mais chegar perto do gol no primeiro tempo.

O segundo tempo começou tão lento quanto o primeiro, com poucos momentos de destaque. Um deles foi a falta sofrida pela Argentina que quase foi pênalti. Porém, perto da área, Maxi Rodriguez cobrou em cima da barreira. No Brasil o principal lance aconteceu com Lucas, que aplicou um belo drible e fez Martínez dar um carrinho no vácuo aos 10min. Mas na prática o Brasil dependia dessas jogadas individuais para criar alguma jogada.

Mano Menezes fez sua primeira alteração apenas aos 17min, quando colocou Thiago Neves no lugar de Jadson. E logo o meia do Fluminense mostrou trabalho, pois cruzou da esquerda e por pouco o Brasil não aproveitou falha de Ustari. Ainda houve também um gol anulado da equipe nacional, já que Paulinho estava impedido quando chutou para o gol, aos 26min.

O volante do Corinthians, aliás, foi um dos poucos destaques do Brasil nos minutos finais. Aos 38min, ele fez bom cruzamento pela direita, mas Neymar chutou em cima da defesa. O atacante santista fazia má partida até que Leandro Damião foi empurrado por Desábato, e o árbitro viu pênalti. Neymar partiu para a cobrança com segurança, decretou a vitória do Brasil e aliviou a pressão sobre Mano.

Fonte: Terra