Com gol de Tenório, Vasco abre Brasileiro com vitória sobre Portuguesa; 1 a 0

Com gol de Tenório, Vasco abre Brasileiro com vitória sobre Portuguesa; 1 a 0

O gol solitário da partida foi marcado pelo equatoriano Carlos Tenório

Em encontro de dois clubes com origens lusitanas, o lado carioca saiu mais feliz. Neste sábado, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco recebeu a Portuguesa em São Januário e venceu por 1 a 0. O gol solitário da partida foi marcado pelo equatoriano Carlos Tenório, que comandou o time anfitrião em um jogo truncado, mas com superioridade pelo lado cruzmaltino.

Depois de colecionar seus primeiros três pontos no Brasileiro, o Vasco volta suas atenções para o confronto com o São Paulo, na próxima quarta-feira, a partir das 19h30, no Estádio do Morumbi.

Já a Portuguesa atuará somente no próximo domingo, em duelo com o Náutico no Recife, pela terceira rodada, uma vez que a partida contra o Fluminense, que deveria ocorrer no meio desta semana, foi transferida para 12 de junho para que o time tricolor dispute as quartas de final da Copa Libertadores.

O Vasco teve o controle do jogo desde o começo do primeiro tempo, mas tinha dificuldade em converter este domínio em chances claras de gol. Um exemplo disto ocorreu aos 23min, quando Eder Luís recebeu bola na ponta direita, mas errou o domínio e viu a bola ir pela linha de fundo após canelada. Dois minutos depois, a equipe da casa teve sua melhor chance, quando Tenório lançou de cabeça para Eder Luís, que finalizou cruzado para fora.

Depois do intervalo, o Vasco precisou de apenas três minutos para conseguir enfim abrir o placar. A bola foi alçada na área e Glédson deixou o gol para tentar tirar de soco. O goleiro, entretanto, se atrapalhou e deixou Tenório, de costas para o gol, dar chute por cobertura para inaugurar o marcador.

A vantagem no placar fez com que o time da casa jogasse de forma mais tranquila, o que por outro lado fez com que a Portuguesa saísse mais para o jogo. A equipe paulistana, entretanto, tropeçava em suas limitações técnicas e tinha dificuldades para criar jogadas perigosas para empatar. A situação do time rubro-verde ficou ainda pior a partir dos 32min, quando Diogo recebeu o segundo amarelo por falta em Wendel e foi expulso.

Fonte: Terra, www.terra.com.br