Com gol do craque Neymar, Santos massacra o Kashiwa e pode encarar Barcelona na final

Com gol do craque Neymar, Santos massacra o Kashiwa e pode encarar Barcelona na final

O time do santos cravou 3 gols no japonês Kashiwa Reysol

O caminho rumo ao tricampeonato mundial foi aberto na noite desta quarta-feira pelo Santos no Japão. O alvinegro cumpriu a obrigação inicial, bateu o Kashiwa Reysol, por 3 a 1, no Toyota Stadium, em Toyota, e aguarda o Barcelona na decisão do Mundial de Clubes domingo, em Yokohama. O triunfo santista foi conquistado graças aos golaços de Neymar, Borges e Danilo. Sakai fez o do Kashiwa.

(VÍDEO: Veja os gols do Santos 3 x 1 Kashiwa Reysol - Mundial de Clubes FIFA)

Para cumprir a primeira etapa do tri, os santistas abusaram da individualidade. Neymar teve ótimo desempenho, chamando o jogo e com os característicos dribles desconcertantes . O camisa 11 marcou o gol que deu início ao triunfo após lindo corte no marcador e chute preciso no ângulo do goleiro.

Agora, para o aguardado duelo contra Messi acontecer, o Barcelona precisa passar pelo Al- Sadd, do Catar, em Yokohama, quinta-feira às 8h30 (19h30 no horário local).

O Santos optou pela mesmo padrão tático eficiente na Libertadores e entrou e campo esperando o adversário atacar. As jogadas ofensivas do alvinegro eram todas concentradas em Neymar, e o atacante esteve perto de abrir o placar logo no começo, aos 4 minutos, após falha grotesca da defesa adversária, mas chutou a bola na trave direita mesmo com o goleiro Sugeno caído.

Neymar era seguido de perto pelo lateral-direito Sakai, e infernizou o japonês com jogadas de efeito e dribles desconcertantes. Algumas vezes, nem mesmo dois, três marcadores conseguiam tomar a bola de seus pés.

A vontade de jogo de Neymar impressionou. O camisa 11 andava em campo com os braços levantados, pedindo o passe, e em um deles, o de Ganso, aos 19 minutos, ele simulou um chute na entrada da área, cortou o marcador, e bateu com perfeição de perna esquerda no ângulo de Sugeno.

O gol deu tranquilidade ao Santos a ponto de até Durval arriscar investidas ofensivas pela esquerda. Aos 24 minutos, foi o zagueiro improvisado no setor que deu o passe para Borges acertar o gol em seu único arremate na primeira etapa.

A partida ganhou ares de definida a favor do Santos, e o alvinegro pouco se arriscou. O Kashiwa manteve por mais tempo a bola no pé, mas só assustava em lances de bola parada.

O panorama do jogo não mudou no segundo tempo. Diferente foi que o Kashiwa soube aproveitar um lance de bola parada. Aos 9 minutos, Jorge Wagner cobrou escanteio pela esquerda, e Sakai, livre, cabeceou para o fundo do gol.

O Santos impediu que o jogo ficasse ainda mais nervoso graças a Danilo, que também soube aproveitar uma bola parada. Em cobrança de falta distante, aos 17 minutos, o lateral tirou da barreira e acertou o canto esquerdo do goleiro.

O time japonês demonstrou não estar abalado com o gol e abusou das jogadas pelo lado esquerdo da defesa santista. Em jogadas iniciadas pelo sertor, Sawa acertou a trave em um chute na saída de Rafael, e perdeu incrível chance sem goleiro pouco depois.

Aos 39 minutos, a bola no travessão em chute de Ibson, que entrou no lugar de Borges, foi o ato final do jogo. O Santos passou por momento de tensão, contou com golaços de Neymar, Borges e Danilo, e iniciou o roteiro do tri. Agora, é cumprir a etapa final, provavelmente, diante do Barcelona.

Fonte: UOL